Teste Teste Teste

Homenagem ao Dia das Mães

Trabalhando pela nossa Comunidade

Sabrina Rocha Tv Globo

Entrevista com Wellington Silva

Cruzada Evangélica 2015

Trabalhando pela nossa Comunidade

sexta-feira, 27 de maio de 2016

VEREADOR LEONARDO BARBOSA E O AUTOR DO REQUERIMENTO DA ESCOLA TÉCNICA EDUARDO CAMPOS EM SÃO LOURENÇO DA MATA


Queremos parabenizar ao Vereador Leonardo Barbosa pois o mesmo a o autor do requerimento para a construção da escola técnica Eduardo Campos, os cidadãos são lourencenses agradecem.

NESSE DIA 27 FOI INAUGURADA A ESCOLA TÉCNICA EM SÃO LOURENÇO DA MATA

Nesse dia 27 foi inaugurada a escola técnica Eduardo Campos em são lourenço da mata, na ocasião estiveram presentes: o Governador De Pernambuco Paulo Câmara, O Presidente Da Arpe Ettore Labanca, O Deputado Vinicius Labanca, o Ministro Mendonça Filho, os Filhos e A Esposa Do EX Governador Eduardo Campos, Prefeito Gino Albanês e o autor do requerimento Vereador Leonardo Barbosa, Representando a imprensa de são lourenço estiveram presentes: a equipe da radio da mata, a equipe da 102.7, o blog do herculano, Blog Slnet1 De Claudio Costa, e o blog amigos Da Várzea Fria, a população agradece ao ex governador Eduardo campos pela sua iniciativa, ao ex prefeito ettore labanca e ao prefeito Gino Albanez.

Prefeitura abre inscrições para estágio em atendimento ao público

vaga de estagio
Com a finalidade de contribuir para a formação profissional dos jovens do município, a Prefeitura de São Lourenço da Mata realiza a partir desta quinta-feira (26) até o dia 3 de junho, as inscrições para vagas de estágio em atendimento ao público na área de saúde.
Serão oferecidas 15 oportunidades destinadas a estudantes de nível superior (a partir do terceiro período), preferencialmente dos cursos de administração, serviço social e secretariado, que irão atuar na recepção e atendimento ao público na Rede Municipal de Saúde. O estágio possui carga horária de 4 horas/dia, bolsa-auxílio de R$ 500 reais e vale transporte, referente ao carregamento do vem estudantil.
“Além do caráter educativo e experiência profissional, queremos também contribuir para a formação social desses jovens como cidadãos, através de contato direto com o público que procura atendimento em nossos centros de saúde”, explicou Josemir Melo, secretário municipal de Tecnologia e Gestão.
Para se candidatar, os estudantes devem se dirigir à Secretaria Municipal de Administração, localizada na Praça Araújo Sobrinho, SN, no Alto da Igreja, onde funciona a sede da Prefeitura, para realizar a entrega do currículo (falar com Ana Carla ou Neide), de segunda a sexta-feira, das 8h às 13h.

Detran-PE: 4 mil CNHs pendentes

Entre os prejudicados, motoristas de ônibus do Grande Recife, que, segundo o sindicato que os representa, têm tido que se afastar das atividades por não obterem a habilitação
Quase três meses após o início da exigência de exame toxicológico para renovar a Carteira Nacional de Habilitação, condutores das categorias C, D e E, afetados pela medida, seguem insatisfeitos. Além de encarecer o processo em até R$ 300, o cumprimento da determinação tem esbarrado na demora dos laudos, que apontam se o motorista consumiu drogas nos últimos 90 dias. O resultado surge em números: segundo o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-PE), desde 2 de março, 4.174 CNHs estão à espera de emissão por conta de pendências relativas ao teste. Só outras 1.481 foram liberadas. Entre os prejudicados, motoristas de ônibus do Grande Recife, que, segundo o sindicato que os representa, têm tido que se afastar das atividades por não obterem a habilitação antes do vencimento. O tema será discutido, nesta sexta-feira (27), na reunião de abertura da campanha salarial da categoria.

“Só de uma empresa (de ônibus), já tivemos mais de 20 trabalhadores prejudicados. Estamos pedindo para que essas pessoas que não podem trabalhar por conta da falta da CNH não tenham os dias descontados”, afirma Benilson Custódio, presidente do Sindicato dos Rodoviários, que vai incluir na pauta de reivindicações a possibilidade de as operadoras arcarem com o custo dos exames. 

No Estado, pelo menos 227 laboratórios coletam pelos ou unhas para análise, mas, no País, só seis estão credenciados pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) para realizar o exame. Por meio de convênios, o material é enviado a esses pontos, a maioria situada no Sudeste. Alguns enviam as amostras aos Estados Unidos. O prazo é de 15 dias, mas o laudo tem que ser validado pelo Denatran antes de ser encaminhado aos Detrans. Só com o resultado é que pode ser agendada a etapa seguinte, a dos exames médicos. O processo todo costuma demorar um mês. 

Outro questionamento é sobre a larga janela de detecção. Para entidades médicas e de classe, constatar o uso de drogas até três meses antes não comprova que o consumo ocorreu no horário de serviço dos motoristas. “Se fosse como o bafômetro, que aponta uma situação de poucas horas antes, a história era outra, e não hipotética”, opina o presidente da União Nacional dos Microempreendedores do Transporte Turístico e Executivo de Passageiros do Brasil (Unitrans), Arcelino Silva.

Detrans de 12 estados já conseguiram liminares na Justiça suspendendo a obrigatoriedade do exame toxicológico. Em Pernambuco, o pedido foi indeferido. “A posição do Detran não é contra o exame, mas contra o fato de a legislação ter passado a valer com uma série de questões que necessitavam de adequação. Isso se refere, por exemplo, a ajustes técnicos”, explica a gerente de psicomédica do Detran-PE, Juliana Guimarães. “O que nos deixa mais tocados são os usuários, especialmente os autônomos ou desempregados e que têm dificuldade de pagar o exame. E pior: sem conseguir renovar a CNH, têm dificuldade de achar um emprego. É um problema em cadeia”, acrescenta.

Renan diz que investigações da Lava Jato são "intocáveis"

O senador Renan Calheiros (PMDB-AL) reiterou nesta quinta-feira, em nota divulgada pela assessoria de imprensa da presidência do Senado, que “não tomou nenhuma iniciativa” ou fez gestões para “dificultar ou obstruir” as investigações da operação Lava Jato. Segundo a nota, as investigações da Lava Jato são “intocáveis”. O comunicado foi divulgado após a TV Globo ter veiculado novos diálogos entre Renan Calheiros e o ex-presidente da Transpetro (subsidiária da Petrobras), Sérgio Machado, delator da operação.
 
Na conversa, os dois fazem críticas ao procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que é responsável por conduzir as investigações contra os políticos que tem foro privilegiado. Na gravação divulgada pela imprensa, Machado diz que Janot é “mau-caráter” e Renan repete a expressão. Segundo a nota divulgada pela assessoria do senador, ele não pode se responsabilizar por considerações de terceiros sobre pessoas, autoridades ou o quadro político nacional.
 
Em outra gravação, Renan Calheiros conversa com um suposto representante de Delcídio do Amaral e estaria orientando sobre como defender o então senador no Conselho de Ética. Na nota, a assessoria de Renan diz que ele acelerou o processo de cassação de Delcídio no plenário às vésperas da votação do impeachment da presidenta da República, Dilma Rousseff. “O desfecho do processo de cassação é conhecido, foi público e a agilização do processo foi destaque em vários jornais. Na fase do Conselho de Ética [Renan] opinou com um amigo do ex-senador, mas disse que o processo não podia ficar parado, como não ficou”, registra o texto.
 
Nessa quarta-feira, a Folha de S. Paulo havia divulgado diálogos entre Renan e Machado em que o senador defende mudanças na lei que trata de delação premiada de forma a impedir que um preso se torne delator. Esse procedimento é o mais usado nas investigações da Operação Lava Jato. Em nota divulgada ontem, Renan disse que as conversas “não revelam, não indicam, nem sugerem qualquer menção ou tentativa de interferir na Lava Jato ou soluções anômalas. E não seria o caso porque nada vai interferir nas investigações”.
 
Leia a nota na íntegra:
 
O Senador Renan Calheiros reitera que não tomou nenhuma iniciativa ou fez gestões para dificultar ou obstruir as investigações da operação Lava Jato, até porque elas são intocáveis e, por essa razão, não adianta o desespero de nenhum delator.
 
Quanto ao caso do ex-senador Delcídio do Amaral, o senador lembra que acelerou o processo de cassação no plenário às vésperas da votação do impeachment. O desfecho do processo de cassação é conhecido, foi público e a agilização do processo foi destaque em vários jornais. Na fase do Conselho de Ética opinou com um amigo do ex-senador,  mas disse que o processo não podia ficar parado, como não ficou.
 
O Senador não pode se responsabilizar por considerações de terceiros sobre pessoas, autoridades ou o quadro político nacional.
 
Reafirma ainda que suas opiniões sobre aprimoramentos de legislação foram e continuarão públicas. Não apenas ao tema mencionado nos diálogos, mas também na defesa de que a pena para delações não confirmadas sejam agravadas.
 
Assessoria de Imprensa
Presidência do Senado Federal
 
Fonte :Diario de PE.

Zika: risco de microcefalia em fetos varia entre 1% e 13%, mostra estudo

27052016_microcefalia_GovBrasil
Um feto infetado com o vírus zika corre um risco de desenvolver microcefalia entre 1% e 13% durante o primeiro trimestre de gravidez, segundo um estudo publicado na revista científica New England Journal of Medicine.
 
Os investigadores do Centro de Controle de Doenças (CDC) norte-americanos chegaram a esta estimativa criando um modelo matemático baseado em estatísticas de infeções pelo vírus e de casos de microcefalia na Polinésia francesa, que sofreu um surto em 2013, bem como na Bahia.
 
Esta malformação congênita irreversível, habitualmente rara, resulta em bebês que nascem com o crânio anormalmente pequeno e apresentam desenvolvimento cerebral incompleto.
 
Estimativa de risco
Normalmente, a microcefalia é rara, ocorrendo em 0,02% a 0,12% dos nascimentos nos Estados Unidos. A frequência de outras malformações de nascença mais habituais, como a trissomia 21, é inferior a 1%.
 
Essa é a primeira estimativa de risco de microcefalia em fetos de mulheres que foram infetadas durante a atual epidemia. Os investigadores do CDC e da Universidade de Harvard determinaram que há uma relação muito forte de causa-efeito entre uma infecção pelo vírus zika durante o primeiro trimestre da gravidez e o risco de microcefalia no feto, que se torna irrelevante no segundo e terceiro trimestres de gestação.
 
Situação no Brasil
O Brasil, onde o vírus é majoritariamente transmitido pelo mosquito Aedes aegypti, é o país, até o momento, mais afetado pelos casos de microcefalia, mas o cenário poderá ser repetido em outros locais. No Brasil, há registo de cerca de 3,6 mil grávidas infectadas desde janeiro. Desde o início da epidemia, em 2015, já foram contabilizados 1,4 mil casos de microcefalia e de outros problemas neurológicos confirmados.
 
Fonte :Da Agência CNM, com informação da Agência Brasil.

Sancionada lei que altera meta fiscal de 2016 para déficit de R$ 170,5 bi

Um articulador do PMDB afirma que um provável governo de Temer vai reduzir a participação de aliados. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
O presidente da República em exercício, Michel Temer, sancionou sem vetos o projeto de lei que altera a Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2016, mudando a meta fiscal de um déficit de R$ 96,6 bilhões para um resultado negativo de R$ 170,5 bilhões. A Lei 13.291 está publicada na edição desta sexta-feira (27) do Diário Oficial da União
Segundo a lei, a meta de déficit primário de R$ 170,5 bilhões é para o governo central (Tesouro, Banco Central e Previdência Social). Há previsão de um superávit primário de R$ 6,554 bilhões para Estados e municípios, o que levaria o resultado do setor público consolidado (inclui Estados, municípios e estatais) para um déficit primário de R$ 163,9 bilhões. As estatais federais deverão ter resultado zero nessa composição.
O projeto que altera a meta fiscal foi aprovado pelo Congresso Nacional na madrugada da última quarta-feira (25), numa votação simbólica.
O Diário Oficial de hoje publica ainda um anexo de metas fiscais, com os parâmetros que foram atualizados para a definição da nova meta. Segundo o documento, para 2017 e 2018, “o governo está revendo o cenário macroeconômico e os números de projeção de receita (administrada e extraordinária) de forma a adotar cenário mais prudencial, de forma a evitar frustrações de previsão de arrecadação tão elevadas quanto as observadas nos últimos 2 anos”.
O governo cita ainda a necessidade de reformas regulatórias que viabilizem novos investimentos na economia brasileira. “Muitas dessas reformas já estão em andamento como as medidas no setor de petróleo e gás, ampliação da participação estrangeira na aviação civil, reforma do marco regulatório de telecomunicações”, diz o documento.
Fonte :Estadão Conteúdo.
Blog de Jamildo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...