Teste Teste Teste

Homenagem ao Dia das Mães

Trabalhando pela nossa Comunidade

Sabrina Rocha Tv Globo

Entrevista com Wellington Silva

Cruzada Evangélica 2015

Trabalhando pela nossa Comunidade

terça-feira, 28 de junho de 2016

Nessa Quinta E Sexta Feira Passada Dias 23 E 24 Foi Realizado O são João Da Várzea Fria

Nessa Quinta E Sexta Feira Passada Dias 23 E 24 Foi Realizado O são João Da Várzea Fria ,Organizado por :Inho DA Várzea Fria
Apoio: Prefeito Gino Albanes

Prefeito Gino Albanez concede entrevista à Rádio da Mata, nesta quarta-feira (29)


Prefeito Gino Albanez concede entrevista à Rádio da Mata, nesta quarta-feira (29) a partir das 10:30 no Programa Show da Manhã.

ZE MATUTO - VICE-CAMPEÃ


                                            Tão nova, mas tão vitoriosa!
A Quadrilha Zé Matuto, de São Lourenço da Mata, foi fundada em 2014 quando consagrou-se Campeã Pernambucana (Estreiou Vencendo) além do segundo lugar na rede Globo, onde empatou com a então campeã Dona Matuta.
Em 2015, retratou a história de Canudos através do espetáculo "A Contenda dos bem aventurados", mas não obteve boas colocações nos principais festivais do estado!
Em 2016, apresentando uma quadrilha bem PernambuCANA, a Zé Matuto trouxe o espetáculo "O Canavial de Engenho", e retratou a vida dos cultivadores de cana e dos produtores de açúcar.
No Festival da rede globo, a quadrilha, antes classificada na 4ª colocação, terminou o festival na 6ª posição. Já no festival Pernambucano, o cenário foi completamente diferente!
Com uma apresentação super empolgante, trazendo Frevo, Maracatu, Côco, Cavalo Marinho e muita quadrilha junina, a Zé Matuto conquistou o público e os jurados e foi escolhida para representar Pernambuco no Nordestão da UNEJ no próximo dia 2 de Julho!
Além da 2ª Colocação a quadrilha levou o prêmio de Melhor Figurino do Estado de Pernambuco!
Meus parabéns a todos que fazem a Zé Matuto, aliás, O Engenho Funcionou!

segunda-feira, 27 de junho de 2016

Chile vence a Argentina e é campeão da Copa América Centenário

Copa América 2016: Messi perdeu pênalti na decisão.  EFE
Chile é campeão da Copa América Centenário. A vitória por 4 a 2 sobre aArgentina foi novamente nos pênaltis, a exemplo do que aconteceu na final do torneio do ano passado. O roteiro de 2016, aliás, também foi o mesmo no tempo normal e na prorrogação: empate por 0 a 0. Messi, mais uma vez, decepcionou com a camisa da seleção. A grande estrela argentina perdeu pênalti e roubou a cena enquanto os chilenos comemoravam. Sentou sozinho no banco de reservas e chorou muito. Foi consolado por seus colegas de time e até por alguns adversários. O craque está pressionado pelos 23 anos de jejum de títulos da Argentina. A última conquista foi na Copa América de 1993. De lá para cá foram sete derrotas em finais: quatro vezes na Copa América (2004, 2007, 2015 e 2016), duas na Copa das Confederações (1995 e 2005) e uma na Copa do Mundo (2014).
Após o jogo, muito abatido, Messi disse ao canal TyC Sports que não joga mais pela seleção argentina. "Não dá, não passamos outra vez nos pênaltis. É a terceira final seguida. Nós buscamos, tentamos. É difícil, o momento é difícil para fazer uma análise. No vestiário pensei que acabou para mim a seleção, que não é para mim. É o que sinto agora, uma tristeza grande que volto a sentir. Foram quatro finais, infelizmente não consegui. Era o que mais desejava. É para o bem de todos. Por mim e por todos. Muitos desejam isso. Não se conformam com chegar a final, nós também não nos conformamos. Perdemos outra vez nos pênaltis".
Apesar do peso cair todo sobre Messi, foi o atacante Higuaín quem, mais uma vez, perdeu gol feito em uma final pela seleção argentina. Aos 20 minutos do primeiro tempo, ele ganhou um presente do chileno Medel, que errou na saída de bola, e ficou cara a cara com Bravo. O atacante do Napoli tocou por cima do goleiro e perdeu chance incrível para abrir o placar. Sete minutos depois, o chileno Marcelo Diaz fez falta dura em Messi e foi expulso pelo árbitro brasileiro Heber Roberto Lopes. A vantagem numérica, porém, não foi suficiente para a Argentina. E durou pouco. Aos 41, Rojo entrou por trás em Vidal e também levou o cartão vermelho.
Com 10 de cada lado, o segundo tempo tinha tudo para ser espetacular, mas o que se viu foi jogadores cansados e muita marcação no meio de campo. Nenhum lance claro de gol aconteceu até o primeiro tempo da prorrogação, quando Messi cobrou falta na área e Aguero, que havia entrado no lugar de Higuaín, desviou de cabeça para defesa espetacular de Bravo. Fim de jogo, 0 a 0.
Nos pênaltis, Messi e Biglia perderam para a Argentina. Vidal foi a único chileno a desperdiçar a cobrança. Francisco Silva foi o último a bater e não decepcionou: fechou a partida em 4 a 2 e deu ao Chile o bicampeonato da Copa América. A próxima edição do torneio acontece em 2019, no Brasil.

Fulô de Mandacaru comemora conquista do prêmio com show em casa

Grupo natural de Caruaru, no Agreste, vai fazer apresentação nesta terça-feira no Pátio de Eventos Luiz Gonzaga
Nesta terça-feira (28), a banda Fulô de Mandacaru poderá comemorar com a ter­­­ra natal, Caruaru, no Agreste, a vitória na terceira temporada do progra­­­­ma Superstar, da Rede Globo. A prefeitura da cidade anunciou nova apresentação do grupo, no Pátio de Eventos Luiz Gonzaga, a primeira após a final em que os pernambuca­­­nos desbancaram os potigua­­­­res da banda Plutão já foi planeta e levaram, além do prê­­­­mio de R$ 500 mil e um contrato com a gravadora Som Livre, o reconhecimento pelo trabalho que começou em 2001. Foi com uma releitura de “São João de Outrora” que a banda conquistou 70% dos votos do público, por meio do aplicativo do programa. “Foi a vitória do forró”, disse a apresentadora Fernanda Li­­­ma.

A banda, liderada pelo trio Armandinho do Arcodeon, Pingo Barros e Bruno Mattos, começou tocando no São João de Caruaru e em pequenas festas e em 2004 passou a fa­­zer parte da programação oficial da festa. A partir daí, passou a fazer show pelo Nordes­­­te e emplacou a primeira tur­­­­nê internacional, em 2005. Lá foram dez shows em 27 dias, todos no festival Le Grand Soufflet, juntamente com Renato Borguetti, Silvério Pessoa e uma gama de artistas internacionais. Com 15 anos de estrada, a banda soma sete CDs e dois DVDs lançados.
Durante o programa, o grupo chegou a ser criticado nas redes sociais por utilizar um repertório basicamente de releituras de sucessos. Esta edição do Superstar reuniu 20 bandas de todo País, entre elas a Outro eu e a Bellamore, que ficaram, respectivamente, com o terceiro e o quarto lugares. Outros jovens e expressivos grupos estiveram nesta edição, como Alphazimu, Gringo’s Washbord band, Negra Cor e Valente.
Agenda
A banda Fulô de Mandacaru tocará com Onildo Almeida - um dos grandes parceiros de Luiz Gonzaga, único ainda vivo - no dia 13 de agosto, no teatro do Shopping Difusora, em Caruaru. Será durante a pré-estreia do documentário “Onildo Almeida - Groove Man” (produção da Viu Cine com direção de Helder Lopes e Cláudio Bezerra) sobre a vida do compositor, cujo reper­­­­tório, com mais de 600 mú­­­­sicas como “A hora do adeus” e “A feira de Caruaru“, foi gravado por nomes como Gilberto Gil e Caetano Veloso.

10 ANOS DE AVANÇOS NA EDUCAÇÃO DE PE


Para secretária executiva Ana Selva, momento de disseminação dos resultados é fundamental para sucesso do Saepe

Os dados da última publicação do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), de 2013, colocam Pernambuco como o estado com o quarto melhor desempenho do País. Sem dúvida, um reflexo de que as ações desenvolvidas pelos órgãos governamentais têm surtido um efeito positivo. Mas como é possível traduzir esses dados de forma que eles possam ser utilizados no processo de melhoria da Educação? Foi esse questionamento que os gestores da Secretaria de Educação estadual fizeram para chegar à criação de uma ferramenta importante para o desenvolvimento do ensino público em todo o estado. Desde 2008, diretores de escolas, coordenadores e professores contam com as infor­­­­mações do Sistema de Avalia­­­­ção da Educação de Pernambuco (Saepe) para orienta-los sobre quais as intervenções necessárias para levar um ensino cada vez melhor aos estudantes pernambucanos. “A gente tinha uma preocupação de que a avaliação fosse, de fato, um elemento norteador para a questão pedagógica. Avaliar por avaliar, não faz o menor sentido. Você ter um dado frio, que ninguém entende, dificilmente vai gerar alguma coisa positiva como desdobramento. Apenas mostra se a escola está perto do topo ou perto do chão. Mas e daí? O que é que se faz e como se faz para conseguir avanços?”, indaga a secretária executiva de Desenvolvimento da Educação de Pernambuco, Ana Selva.

Uma necessidade que logo foi notada era a de que o sistema de avaliação estadual dispusesse de resultados anuais, já que o Ideb é publicado somente de dois em dois anos. Além disso, e o mais importante, é que os dados gerados pelo Saepe dialogassem com os professores e dirigentes das escolas, tornando-se uma ferramenta fundamental para dar um norte às políticas educacionais. Em 2007, no primeiro ano do Governo Eduardo Campos, a SEE iniciou um trabalho com o Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação (CAEd), da Universidade Federal de Juiz de Fora-MG, que é a entidade responsável pela formatação do sistema de avaliação estadual.

Disseminação
Todos os anos, no mês de novembro, os estudantes dos 3º, 5º e 9º anos do Ensino Fundamental e do 3º ano do Ensino Médio, de todas as escolas públicas de Pernambuco, testam seus conhecimentos em provas de Língua Portuguesa e Matemática. Os resultados destas provas de proficiência são entregues à Secretaria de Educação no final de fevereiro. A partir daí, começa o trabalho para que essas informações cheguem de forma mastigada até cada uma das unidades escolares. Primeiro, é realizado o Seminário de Disseminação do Saepe, reunindo representantes de todos os 184 municípios pernambucanos e do distrito de Fernando de Noronha, onde são entregues os resultados de cada escola. Em seguida, os técnico da SEE iniciam as visitas às gerências regionais e às escolas, discutindo quais são as intervenções pedagógicas que devem ser realizadas para corrigir as dificuldades apresentadas pelos alunos de cada escola nos testes de proficiência. Os dados também têm sido fundamentais para apontar o que deve ser abordado nas formações continuadas que acontecem durante todo o ano.

“A gente tem um cuidado imenso com a organização do Saepe, para poder dar tudo certo, a logística de atender a todas as escolas do estado é muito grande, mas a gente tem um carinho muito grande pela disseminação desses resultados. É quando a chega e discute com cada município, cada escola, o que cada um pode fazer. E eles só vão saber se entenderem esses resultados. Por isso a nossa preocupação em, cada vez mais, passar uma informação mais clara, de proporcionar um maior número de informações adequadas”, analisa a secretária executiva.

Oposicão da Alepe discutirá denúncias contra artistas

Seguindo o mesmo caminho de outros parlamentares, a bancada de Oposição da Assembleia Legislativa do Estado (Alepe) defendeu o legado dos artistas do Estado. Em nota, o grupo disse que iria se reunir nesta segunda (27) para discutir a polêmica envolvendo os cantores André Rio e Cezzinha e os órgãos do Governo do Estado.
 
Confira a nota na íntegra:
 
A Bancada de Oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), em função das denúncias atribuídas as artistas André Rio e Cezzinha, vai se reunir nesta segunda-feira (27) para discutir as medidas que serão tomadas para os devidos esclarecimentos ao povo de Pernambuco.
Tendo em vista que, segundo os áudios, as irregularidades envolveriam empresários e agentes públicos e que as explicações dadas até agora pelo Estado foram insuficientes, a Bancada de Oposição na Alepe vai acompanhar a apuração das denúncias. Não podemos tolerar atitudes e respostas ineficientes do Governo de Pernambuco.
Silvio Costa Filho
Fonte :Blog da Folha de PE.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...