Teste Teste Teste

segunda-feira, 30 de abril de 2018

Evangélicos devem ampliar seu espaço em 2018


Nas eleições de 2014 Pernambuco elegeu dois deputados federais do segmento evangélico, o Pastor Eurico com 233.762 votos e Anderson Ferreira com 150.565 votos, respectivamente o segundo e o quinto mais votados do pleito. Eduardo da Fonte, apesar de não ser evangélico, foi impulsionado pela dobradinha com o Pastor Cleiton Collins e atingiu 283.567 votos e ficou com a primeira colocação.

Já para deputado estadual a força do segmento evangélico ficou mais latente, com a eleição de seis parlamentares que direta ou indiretamente contaram com os votos do segmento, que foram pela ordem Cleiton Collins (216.874), Presbítero Adauto (158.874), André Ferreira (74.448), Ossesio Silva (49.993), Professor Lupercio (24.739) e Joel da Harpa (19.794).

Na eleição de 2016 os evangélicos ampliaram seu espaço com as vitórias de Anderson Ferreira (Jaboatão dos Guararapes), Professor Lupercio (Olinda) e Meira (Camaragibe) para prefeito e no Recife tivemos as vitórias de Michelle Collins (15.357), Irmã Aimee (14.338), Fred Ferreira (14.277), Eduardo Marques (10.177), Professora Ana Lúcia (9.538) e Renato Antunes (4.261), emplacando pelo seis vereadores na capital pernambucana.

Nas eleições de 2018 além de um pré-candidato a senador que é André Ferreira, o segmento evangélico pode ter Michelle Collins candidata a deputada federal, Ossesio Silva a federal, Manoel Ferreira, Flávia Santos, Rebeca e Clarissa Tercio a estadual, um nome da família Ferreira que poderá tentar uma cadeira na Câmara Federal e um nome do PRB da Igreja Universal que deverá ser eleito para a Alepe. Isso sem contar com a possibilidade de renovar com expressivas votações os mandatos do Pastor Eurico, Cleiton Collins e Presbítero Adauto.

Num momento conturbado como o atual onde o maior desafio será convencer o eleitor a votar, o segmento evangélico que representa 30% do eleitorado poderá ganhar uma ampliação significativa na Alepe, na Câmara Federal e pela primeira vez no Senado Federal, pois todos os candidatos do segmento disputam com chances reais de vitória.

Motocicletas – Para reforçar ainda mais o policiamento ostensivo nas ruas da Região Metropolitana do Recife (RMR), o governador Paulo Câmara entrega, nesta segunda-feira, 165 novas motos para uso da Polícia Militar de Pernambuco (PMPE). Essa será a primeira entrega das 700 motocicletas asseguradas pelo Governo do Estado no Plano Estadual de Segurança. As demais serão entregues para as unidades de polícia em todo o Estado no prazo de 90 dias. O investimento total para a aquisição desses novos veículos somam R$ 20,3 milhões, viabilizados por financiamento com o BNDES.

Gastadores  – Os deputados federais Betinho Gomes, Adalberto Cavalcanti, Luciana Santos, Severino Ninho e Tadeu Alencar, gastaram juntos, entre janeiro e abril deste ano a quantia de R$ 659.848,58. Eles estão entre os dez maiores gastos de verba indenizatória da bancada pernambucana na Câmara Federal.

Por conta – Os cinco parlamentares, na ótica de um observador da cena política, estariam gastando por conta, uma vez que dificilmente Betinho, Adalberto, Luciana, Ninho e Tadeu voltarão para Brasilia em 2019 por absoluta falta de votos. Ninho já foi embora porque era suplente e está sem mandato.

Camaragibe – O prefeito Demóstenes Meira decidiu pelo lançamento das candidaturas de Aluisio Lessa e André Lourenço a deputado estadual com o seu apoio. Além de elegê-los, o gestor pretende derrotar Beto Accioly e Jorge Alexandre que também serão candidatos a estadual, pois assim ficaria com o caminho livre para a sua reeleição.

RÁPIDAS

Salto – Dos vereadores do Recife que pretendem disputar mandatos eletivos em 2018 estão Marco Aurélio, Wanderson Florêncio, Almir Fernando, Eduardo Chera e Aline Mariano para estadual, Davi Muniz e André Regis tentarão mandato na Câmara Federal, enquanto Marília Arraes mira o Palácio do Campo das Princesas.

Federal – Diferentemente de 2014 quando Betinho Gomes, Sebastião Oliveira, Daniel Coelho e Adalberto Cavalcanti tentaram e conseguiram trocar a Alepe pela Câmara Federal, apenas Silvio Costa Filho, Ossesio Silva e Eriberto Medeiros tentarão mandato em Brasília este ano. Lucas Ramos ensaiou o voo mas acabou desistindo.

Inocente quer saber – Humberto Costa continuará sabotando a candidatura de Marília Arraes a governadora?

Fonte :Blog de Edmar Lyra.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...