Teste Teste Teste

quarta-feira, 20 de junho de 2018

Conheça os pré-candidatos ao governo de Pernambuco


Candidatos Governo PE
Candidatos Governo PE

Em outubro, o governador Paulo Câmara buscará garantir ao PSB o quarto mandato consecutivo à frente do Palácio do Campo das Princesas. Porém, além do atual gestor, ao menos outros cinco pré-candidatos tentarão o cargo em 2019.
No bloco de oposição, o senador Armando Monteiro Neto – segundo colocado nas eleições de 2014 – é pré-candidato e ‘comanda’ a frente ‘Pernambuco vai mudar’ composta por PTB – partido de Armando -, DEM, PSDB, PRB, Podemos, PV e PPS.
Além da frente encabeçada por Armando, PSOL, Rede, PRP e PT podem disputar o comando do Estado com candidaturas próprias.
A situação do PT, no entanto, é a mais incerta até o momento, devido a indefinição de apoio ou não da sigla ao PSB, que pode apoiar a campanha de Paulo Câmara à reeleição ou manter a pré-candidatura da vereadora do Recife Marília Arraes ao cargo.
Nacionalmente, a prioridade é a busca pela aliança com o PSB e o PCdoB, em busca de uma coligação em que um dos partidos pode ocupar a vice na chapa presidencial. Se o acordo for fechado, a indicação deverá ser seguida nos palanques estaduais.

Confira abaixo os possíveis candidatos:

Paulo Câmara (PSB)


Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem

Sucessor e apadrinhado pelo ex-governador Eduardo Campos, Paulo Henrique Saraiva Câmara, 45 anos, foi eleito em 2014 com 68% dos votos no primeiro turno, sendo o candidato a governador mais bem-votado do país naquela eleição.
Antes disso foi Secretário de Administração (2007–2010), Secretário de Turismo (2010) e Secretário da Fazenda de Pernambuco (2011–2014) durante a administração de Eduardo Campos.
Este ano, Paulo Câmara conta com o apoio do MDB, PDT, PR, PP, PCdoB, PPL, PSD, Solidariedade, PMN e Pros. Em 2014, eram 20 partidos, além do próprio PSB.
O governador ainda busca uma aliança com o PT, que espera por decisão da executiva nacional para declarar apoio ou não ao socialista.
Socialistas romperam com os petistas em 2012, na eleição municipal do Recife, quando lançaram Geraldo Julio para a prefeitura da capital pernambucana.
Em 2013, para viabilizar a campanha presidencial de Eduardo Campos, foi interrompida a aliança nacional e, no segundo turno das eleições de 2014, o PSB apoiou Aécio Neves (PSDB).

Armando Monteiro (PTB)


Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem

Nome escolhido para disputar o governo de Pernambuco pelo bloco de oposição ‘Pernambuco vai mudar’ (PTB, DEM, PSDB, PRB, Podemos, PV e PPS), Armando Monteiro Neto, 66 anos, foi eleito senador em 2010 e tem mandato até o fim deste ano.
Por três vezes foi deputado federal por Pernambuco e disputou as eleições de 2014 para o Governo do Estado, recebendo 31% dos votos, sendo derrotado por Paulo Câmara no primeiro turno.
A chapa de Armando conta com o ex-ministro da Educação Mendonça Filho (DEM) como candidato ao Senado, restando uma vaga a ser definida. A vice também está em aberto e deve ficar com o PSDB.

Marília Arraes (PT)


Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Marília Arraes, 34 anos, é vereadora do Recife pelo terceiro mandato consecutivo, busca viabilizar sua candidatura junto ao PT, que ainda analisa uma possível aliança com o PSB e assim apoiar Paulo Câmara na busca pela reeleição. Marília, porém, nega que subiria no palanque do governador se a aliança se consolidar.
Neta de Miguel Arraes e prima de Eduardo Campos, ex-governadores de Pernambuco, a vereadora lançou nesta terça-feira (19), sem garantia, o nome do deputado federal Sílvio Costa (Avante) como candidato ao Senado em uma possível chapa majoritária. A coligação, porém, foi negada pelo presidente estadual da sigla, Bruno Ribeiro.
Marília Arraes era filiada ao PSB, mas rompeu com o partido em 2014, após divergir do primo Eduardo Campos. Em 2016, entrou no PT.
Além de Marília, o PT tem o deputado estadual Odacy Amorim e o dirigente José de Oliveira com pré-candidatos ao Palácio.

Júlio Lóssio (Rede)


Foto: Reprodução Facebook
Foto: Reprodução Facebook

Médico oftalmologista, Júlio Lóssio, 46 anos, também é pré-candidato ao cargo pela primeira vez. Foi prefeito de Petrolina quando era filiado ao MDB por dois mandatos (2009-2016). Filiado a Rede – ‘partido de Marina Silva’ -, sua candidatura possui um papel importante para a disputa presidencial, pois garante um palanque em Pernambuco para Marina em sua terceira candidatura ao governo federal.

Danielle Portela (PSOL)


Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O PSOL de Pernambuco concorre ao governo em 2018 com uma chapa majoritária composta exclusivamente por mulheres. A pré-candidata ao Governo do Estado será a advogada e historiadora Danielle Portela, já as vagas para o Senado Federal serão postuladas por Albanise Pires e Eugênia Lima.

Coronel Luiz Meira (PRP)


Foto: Renato Spencer/ Acervo JC Imagem
Foto: Renato Spencer/ Acervo JC Imagem

Filiado ao Partido Republicano Progressista (PRP), o Coronel Luiz Meira é ex-diretor-geral de Operações da Polícia Militar. É apoiado pelo pré-candidato ao Planalto e deputado federal Jair Bolsonaro o que ‘garante’ palanque para o presidenciável do PSL no Estado.
Fonte:Blog do Jamildo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...