Teste Teste Teste

quarta-feira, 6 de junho de 2018

Diálogo é a receita para a vitória de Paulo Câmara

A mudança na legislação eleitoral proibiu uma série de mecanismos que impactavam nas eleições, e os candidatos estarão diante de uma difícil realidade que é realizar uma campanha eleitoral exitosas com recursos escassos. Diante deste quadro, quem tem a caneta na mão tem condições de se diferenciar de seus adversários na hora de fechar apoios e consolidar uma ampla coligação. Esse cenário já existia, mas com as restrições impostas pela legislação, ter a máquina é um diferencial significativo para a disputa.
Neste caso se encaixa o governador Paulo Câmara, que tentará a reeleição no intuito de manter a hegemonia do PSB que já dura doze anos em Pernambuco. Eleito por uma ampla coligação partidária, Paulo contará, em tese com MDB, PSD, PP, PR e PDT, que juntos com o PSB são os seis maiores tempos da coligação que contam para a propaganda. O governador ainda trabalha no cenário de atrair o PT para a sua coligação, que lhe daria com folga o maior guia da disputa, o que naturalmente facilitaria a defesa do seu governo e diminuiria o poder de fogo de seus opositores.
Por ser uma pessoa de bom trato, Paulo Câmara tem a simpatia da sua base, e quem lhe apoia não quer deixar o seu governo, ora pela estrutura que a máquina permite com a distribuição de cargos, ora por não acreditar na força da oposição. Porém, está latente a necessidade de Paulo Câmara fortalecer os laços com seus apoiadores, isso passa pela bancada na Alepe e na Câmara dos Deputados, pelos prefeitos e pelos partidos integrantes da Frente Popular.
Estabelecer uma força tarefa no sentido de auscultar a opinião de seus principais apoiadores será fundamental para que o governador possa manter a tropa unida e ganhe as ruas com a sua campanha de reeleição, uma vez que a própria base estando satisfeita com a composição da chapa majoritária o quadro facilita muito para o governador. O diálogo ajuda a fazer com que todos se sintam parte do processo, e isso tem um efeito essencial para qualquer projeto político.
Nesta reta final para a consolidação da chapa majoritária, Paulo Câmara terá que sentir quem agrega mais, quem atrapalha menos, e quem pode contribuir estando na majoritária. E é preciso entender que para se pensar em 2020 ou 2022 é fundamental ganhar 2018 e Paulo ainda tem as condições de lograr êxito, basta procurar não errar ou errar o mínimo possível.
São João – Na manhã desta quarta-feira, o prefeito Geraldo Julio anuncia a programação do Ciclo Junino 2018, que durante o mês de junho evoca uma das mais tradicionais culturas nordestinas e oferece uma grande festa para os recifenses. Durante o mês de junho, a população vai poder celebrar todos os ritmos característicos do São João do Recife, que irá garantir a valorização da cultura popular e local, com 100% da composição da grade reservada para os artistas e manifestações da terra. No anúncio, o gestor municipal detalha toda a estrutura e a grande programação montada para garantir a animação de recifenses e turistas em mais um São João no Recife.
Multa – Acatando pedido do Ministério Público de Contas de Pernambuco (MPCO), o Tribunal de Contas do Estado (TCE) aplicou multa de 50 mil reais, nesta terça-feira (5), a diretor da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH). Segundo o procurador Gustavo Massa, a CPRH não enviou algumas informações exigidas e não cumpriu recomendações do TCE sobre licenciamento e fiscalização dos resíduos sólidos.
Aglailson Victor – A pré-candidatura de Aglailson Victor a deputado estadual está se consolidando em todas as regiões do estado. Com um reduto representativo como Vitória de Santo Antão para ter uma partida, Victor poderá atingir os 70 mil votos, sendo um dos mais votados do pleito. Além disso, o pré-candidato consolidou uma dobradinha com João Campos em vários municípios que deve ser sucesso nas urnas, pois ambos representam renovação.
Antônio Coelho – O pré-candidato a deputado estadual Antônio Coelho (DEM) é mais um membro da família de Petrolina que deverá chegar a Alepe. Passaram pela Casa Joaquim Nabuco, Nilo Coelho, Fernando Bezerra Coelho, Cyro Coelho, Geraldo Coelho e mais recentemente Miguel Coelho, atual prefeito da capital do São Francisco, irmão de Antônio, que foi deputado entre 2015 e 2016.
Desgaste – O deputado estadual Antônio Moraes saiu do PSDB bastante desgastado com a cúpula tucana. Muitos ficaram chateados com a forma que ele conduziu a sua saída do partido, e para azedar ainda mais a situação, em Macaparana onde tem seu principal reduto, trocou a dobradinha com Bruno Araújo pela de Eriberto Medeiros.
RÁPIDAS
Salto – O vereador do Recife Marco Aurélio está pavimentando bem a sua ida para a Assembleia Legislativa de Pernambuco. Ele montou uma chapa que tem grandes chances de elegê-lo e ainda emplacar mais um parlamentar no PRTB e está ampliando de forma significativa a sua rede de apoios para dar o salto.
Davi Muniz – Assim como Marco Aurélio, Davi Muniz tentará sair da Câmara Municipal do Recife este ano, porém decidiu que será candidato a deputado federal. Filiado ao Patriota, Davi aposta fortemente na votação do Pastor Eurico para que ele consiga alcançar um mandato na Câmara Federal.
Inocente quer saber – Humberto Costa vai aceitar a indicação de Marília Arraes e abraçar o projeto majoritário do partido caso esta seja a decisão petista?
Fonte : Blog Edmar Lyra.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...