Teste Teste Teste

quarta-feira, 20 de junho de 2018

Espanha busca três pontos e recuperação contra Irã

Iniesta, meio-campo da seleção espanhola
Iniesta, meio-campo da seleção espanholaFoto: Valery Hache/AFP
A Espanha mede forças com o Irã em Kazan, nesta quarta-feira (20), às 15h, buscando três pontos vitais para suas aspirações de passar às oitavas da Copa do do Mundo, após o empate com Portugal (3x3), e para dar um basta às críticas a David de Gea, apontado como culpado do tropeço na estreia.
"Amanhã (hoje) David vai jogar. Tem toda minha confiança e não nos cansamos de dizer que está entre os três melhores goleiros do mundo", sustentou ontem o técnico espanhol Fernando Hierro.
As críticas e o debate sobre a confiabilidade do goleiro espanhol marcaram os dias prévios à partida contra o Irã, mas Hierro, chamado para tapar o buraco deixado pela demissão repentina de Julen Lopetegui, já deixou claro que De Gea será o goleiro da Espanha contra os iranianos.

Leia também:
Iniesta diz que Espanha já compreendeu troca de comando
Espanha e Portugal empatam com direito a três gols de CR7
Irã vence Marrocos com gol contra nos acréscimos
'Estou muito triste', diz técnico demitido pela Espanha
"Somos uma família e não vamos abandonar um de nós", declarou Hierro, afirmando que "os jogadores precisam de confiança."
Nas últimas horas, toda a equipe espanhola se encarregou de apoiar o goleiro, mandando mensagens de confiança antes desta partida inédita entre as duas seleções.
Mas, sem dúvida, quando os jogadores entrarem em campo na Arena Kazan, nesta quarta-feira, De Gea terá consciência de que os holofotes estarão apontados para ele na crucial partida para a continuidade da Fúria na Copa do Mundo da Rússia.
Após o empate com Portugal, a Espanha enfrenta um Irã que lidera o Grupo B do Mundial, vindo de vitória na estreia sobre Marrocos (1x0) e que, com mais um triunfo, praticamente garante uma das duas vagas da chave nas oitavas de final.
Antes da partida em que o zagueiro Gerard Piqué completará 100 jogos com a camisa da Espanha, a única dúvida para Hierro parece ser o jogador que atuará pela lateral direita, onde poderia reaparecer o habitual titular Dani Caravajal, recuperado dos problemas musculares que o fizeram perder a estreia.
O jogador do Real Madrid vem treinando com o grupo desde domingo e parece estar pronto, mas o técnico da Espanha prefere esperar o treino em Kazan para tomar uma decisão final.
Os tropeços de Brasil diante da Suíça (1x1) e da Alemanha contra o México (0x1) ligaram o alerta na Fúria, que prega um discurso de humildade para enfrentar o Irã.
"Sempre sonhamos com o máximo e isso seria voltar a conquistar uma Copa do Mundo. Mas somos conscientes de que vai dar muito trabalho e além de sonhar longe, sonhamos perto, e isso significa que amanhã temos uma nova final", afirmou um reflexivo Andrés Iniesta.
"Se ganharmos, ficaremos bem no grupo e depois pensaremos no seguinte jogo. Mas primeiro está a final com o Irã", avaliou o ex-jogador do Barcelona. 
Do outro lado do campo, os espanhóis encontrarão uma seleção iraniana confiante e que, após surpreender na primeira partida na Copa, acredita mais do que nunca na possibilidade de passar de fase. "Se a partida contra Marrocos foi a final da Copa do Mundo para nós, o jogo com a Espanha será a final da Copa do Universo", afirmou o técnico do time persa, o português Carlos Queiroz.
O técnico lusitano, derrotado pela Espanha nas oitavas de final da Copa do Mundo da África do Sul-2010 quando treinava Portugal (1x0), buscará se vingar em Kazan.
Queiroz montou um Irã baseado na solidez defensiva para buscar suas oportunidades no contra-ataque. E tudo indica que a equipe seguirá fiel a este estilo diante da Espanha, armando uma fortaleza atrás para tentar aproveitar algum erro do adversário.
Seguindo esta estratégia, o Irã apostará todas as fichas novamente em sua maior estrela, o jovem atacante Sardar Azmoun, que na sexta-feira passada foi um verdadeiro pesadelo para a zaga marroquina, embora não tenha conseguido balançar as redes.

FICHA TÉCNICA:
ESPANHA
De Gea; Nacho (Carvajal), Piqué, Sergio Ramos, Jordi Alba; Busquets, Koke, Iniesta, Isco, David Silva; Diego Costa. Técnico: Fernando Hierro
IRà
Beiranvand; Rezaian, Cheshmi, Pouraliganji, Hajsafi; Ebrahimi, Jahanbakhsh, Ezatolahi, Shojaei, Ansarifard; Sardar Azmoun. Técnico: Carlos Queiroz. 

Estádio: Arena Kazan 
Horário: 15h (de Brasília)
Árbitro: Andrés Cunha (URU). Assistentes: Nicolas Taran (URU) e Mauricio Espinosa (URU)
Transmissão: SporTV, TV Globo e Fox Sports
Fonte: Folha Pe

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...