Teste Teste Teste

quarta-feira, 13 de junho de 2018

EUA, México e Canadá sediarão a Copa do Mundo de 2026

Anúncio ocorreu no congresso da Fifa, em Moscou
Anúncio ocorreu no congresso da Fifa, em MoscouFoto: Reprodução/Twitter
A candidatura conjunta dos Estados Unidos, México e Canadávenceu Marrocos na disputa pelo direito de organizar a Copa do Mundo de 2026, nesta quarta-feira (13) durante o 68º Congresso da Fifa, realizado em Moscou, na Rússia.

A candidatura "United 2026" recebeu 134 votos, contra 65 do Marrocos. Desta forma, o México será o primeiro país a receber três Copas do Mundo, depois do Mundial de 1970, vencido pelo Brasil de Pelé, e do Mundial de 1986, vencido pela Argentina de Maradona.

Leia também:
Espanha demite técnico na véspera da Copa
EUA-México-Canadá desafiam Marrocos para sediar Copa 2026


Dos 210 membros da Fifa, não participaram da votação os quatro países candidatos, além de Guam, Porto Rico e Ilhas Virgens, pelo conflito de interesses por seus vínculos com os Estados, anunciou antes do pleito a secretária geral da Fifa, Fatma Samoura.

Membro da equipe que apresentou o projeto "United 2026" aos delegados, o presidente da Federação Mexicana, Decio de María, discursou antes da votação. "Até 2026 terão passado 32 anos desde que organizamos um Mundial na Concacaf. Todas as regiões receberam o torneio nos anos precedentes", recordou o dirigente, em referência ao Mundial dos Estados Unidos-1994.

O mexicano também fez uma menção à situação política: "Em um mundo no qual as forças da divisão tentam nos separar, um Mundial na América do Norte demonstrará que o futebol pode unir. Todos juntos".

No Twitter, o perfil oficial da sede comemorou: "O momento em que nosso sonho unido se tornou realidade!". Esta será a primeira Copa do Mundo com 48 seleções.Anúncio ocorreu no congresso da Fifa, em Moscou
Anúncio ocorreu no congresso da Fifa, em MoscouFoto: Reprodução/Twitter
A candidatura conjunta dos Estados Unidos, México e Canadávenceu Marrocos na disputa pelo direito de organizar a Copa do Mundo de 2026, nesta quarta-feira (13) durante o 68º Congresso da Fifa, realizado em Moscou, na Rússia.

A candidatura "United 2026" recebeu 134 votos, contra 65 do Marrocos. Desta forma, o México será o primeiro país a receber três Copas do Mundo, depois do Mundial de 1970, vencido pelo Brasil de Pelé, e do Mundial de 1986, vencido pela Argentina de Maradona.

Leia também:
Espanha demite técnico na véspera da Copa
EUA-México-Canadá desafiam Marrocos para sediar Copa 2026


Dos 210 membros da Fifa, não participaram da votação os quatro países candidatos, além de Guam, Porto Rico e Ilhas Virgens, pelo conflito de interesses por seus vínculos com os Estados, anunciou antes do pleito a secretária geral da Fifa, Fatma Samoura.

Membro da equipe que apresentou o projeto "United 2026" aos delegados, o presidente da Federação Mexicana, Decio de María, discursou antes da votação. "Até 2026 terão passado 32 anos desde que organizamos um Mundial na Concacaf. Todas as regiões receberam o torneio nos anos precedentes", recordou o dirigente, em referência ao Mundial dos Estados Unidos-1994.

O mexicano também fez uma menção à situação política: "Em um mundo no qual as forças da divisão tentam nos separar, um Mundial na América do Norte demonstrará que o futebol pode unir. Todos juntos".

No Twitter, o perfil oficial da sede comemorou: "O momento em que nosso sonho unido se tornou realidade!". Esta será a primeira Copa do Mundo com 48 seleções.Anúncio ocorreu no congresso da Fifa, em Moscou
Anúncio ocorreu no congresso da Fifa, em MoscouFoto: Reprodução/Twitter
A candidatura conjunta dos Estados Unidos, México e Canadávenceu Marrocos na disputa pelo direito de organizar a Copa do Mundo de 2026, nesta quarta-feira (13) durante o 68º Congresso da Fifa, realizado em Moscou, na Rússia.

A candidatura "United 2026" recebeu 134 votos, contra 65 do Marrocos. Desta forma, o México será o primeiro país a receber três Copas do Mundo, depois do Mundial de 1970, vencido pelo Brasil de Pelé, e do Mundial de 1986, vencido pela Argentina de Maradona.

Leia também:
Espanha demite técnico na véspera da Copa
EUA-México-Canadá desafiam Marrocos para sediar Copa 2026


Dos 210 membros da Fifa, não participaram da votação os quatro países candidatos, além de Guam, Porto Rico e Ilhas Virgens, pelo conflito de interesses por seus vínculos com os Estados, anunciou antes do pleito a secretária geral da Fifa, Fatma Samoura.

Membro da equipe que apresentou o projeto "United 2026" aos delegados, o presidente da Federação Mexicana, Decio de María, discursou antes da votação. "Até 2026 terão passado 32 anos desde que organizamos um Mundial na Concacaf. Todas as regiões receberam o torneio nos anos precedentes", recordou o dirigente, em referência ao Mundial dos Estados Unidos-1994.

O mexicano também fez uma menção à situação política: "Em um mundo no qual as forças da divisão tentam nos separar, um Mundial na América do Norte demonstrará que o futebol pode unir. Todos juntos".

No Twitter, o perfil oficial da sede comemorou: "O momento em que nosso sonho unido se tornou realidade!". Esta será a primeira Copa do Mundo com 48 seleções.Anúncio ocorreu no congresso da Fifa, em Moscou
Anúncio ocorreu no congresso da Fifa, em MoscouFoto: Reprodução/Twitter
A candidatura conjunta dos Estados Unidos, México e Canadávenceu Marrocos na disputa pelo direito de organizar a Copa do Mundo de 2026, nesta quarta-feira (13) durante o 68º Congresso da Fifa, realizado em Moscou, na Rússia.

A candidatura "United 2026" recebeu 134 votos, contra 65 do Marrocos. Desta forma, o México será o primeiro país a receber três Copas do Mundo, depois do Mundial de 1970, vencido pelo Brasil de Pelé, e do Mundial de 1986, vencido pela Argentina de Maradona.

Leia também:
Espanha demite técnico na véspera da Copa
EUA-México-Canadá desafiam Marrocos para sediar Copa 2026


Dos 210 membros da Fifa, não participaram da votação os quatro países candidatos, além de Guam, Porto Rico e Ilhas Virgens, pelo conflito de interesses por seus vínculos com os Estados, anunciou antes do pleito a secretária geral da Fifa, Fatma Samoura.

Membro da equipe que apresentou o projeto "United 2026" aos delegados, o presidente da Federação Mexicana, Decio de María, discursou antes da votação. "Até 2026 terão passado 32 anos desde que organizamos um Mundial na Concacaf. Todas as regiões receberam o torneio nos anos precedentes", recordou o dirigente, em referência ao Mundial dos Estados Unidos-1994.

O mexicano também fez uma menção à situação política: "Em um mundo no qual as forças da divisão tentam nos separar, um Mundial na América do Norte demonstrará que o futebol pode unir. Todos juntos".

No Twitter, o perfil oficial da sede comemorou: "O momento em que nosso sonho unido se tornou realidade!". Esta será a primeira Copa do Mundo com 48 seleções.
Fonte: Folha Pe

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...