Teste Teste Teste

quarta-feira, 25 de julho de 2018

Veja os melhores lugares para observar o maior eclipse do século no Recife e Região Metropolitana

A partir das 17h, telescópios e equipamentos fotográficos estarão disponíveis para quem quiser contemplar o fenômeno, que terá duração de uma hora, 42 minutos e 57 segundos
A partir das 17h, telescópios e equipamentos fotográficos estarão disponíveis para quem quiser contemplar o fenômeno, que terá duração de uma hora, 42 minutos e 57 segundosFoto: Robyn Beck / AFP
Para aqueles que desejam observar o eclipse lunar da próxima sexta-feira (27), pontos de observação serão montados nas orlas das praias de Boa Viagem, no Recife, e de Casa Caiada, em Olinda, no Grande Recife. A partir das 17h, telescópios e equipamentos fotográficos estarão disponíveis para quem quiser contemplar o fenômeno, que terá duração de uma hora, 42 minutos e 57 segundos. 

Em Boa Viagem, o posto de observação móvel, promovido pelo Grupo de Astronomia de Pernambuco (AstroPE), estará localizado em frente ao Parque Dona Lindu. Já em Casa Caiada, o posto do Espaço Ciência, em parceria com o Observatório da Sé, será em frente ao Quartel do Exército, próximo ao Shopping Patteo de Olinda.

Leia também:
Recife é a melhor capital brasileira para observar o maior eclipse do século
Veja imagens do eclipse solar no Recife e em cidades dos EUA


Em áreas urbanas, como o Recife, existem obstáculos que impedem uma boa visualização logo no início, por isso a praia é o melhor lugar para ver na íntegra todo o fenômeno astronômico. Locais altos e com visão livre do horizonte, embora não possuam o mesmo impacto visual, são uma alternativa para quem não puder se deslocar até as praias. "Como o melhor momento para observar o eclipse será logo que a lua surgir, a visibilidade será melhor na praia. E, claro, dependerá das condições meteorológicas”, explica Cleiton Batista, da coordenação do Observatório da Sé.


Horário da evolução do eclipse lunar no Grande Recife
Horário da evolução do eclipse lunar no Grande Recife Crédito: divulgação
Logo que nascer, a lua já estará na região de umbra e surgirá já com uma coloração avermelhada, por isso o nome de lua de sangue. Isso acontece porque, assim como no por-do-sol, quando a radiação do sol atravessa a atmosfera terrestre, seu espectro ganha menos luz azul e mais vermelha. Espalhada na atmosfera, essa luz se lança na lua, que a reflete.

De acordo com o professor coordenador do AstroPE, James Solon, o fenômeno entrará em seu primeiro estágio pouco depois das 14h, e a lua atravessará a parte mais escura da sombra da terra (umbra) logo após as 15h24. No entanto sua observação do Recife só será possível a partir de 17h21. “Isso ocorre porque as fases anteriores acontecerão abaixo da nossa linha do horizonte. Então, só será possível observá-lo a partir do momento em que a lua nasce para nós, no horizonte leste, por volta das 17h”.

O final do eclipse acontecerá somente por volta das 20h28. Sua longa duração se deve ao fato de que a lua estará no ponto mais distante do centro da Terra (apogeu). Assim, a lua cheia, estando mais distante menor e, consequentemente mais lenta em sua órbita, demora mais tempo para atravessar a sombra da Terra. Essa Lua Cheia do apogeu é popularmente chamada de “minilua”, pois aparenta estar menor no céu. 

Outro astro que estará em posição privilegiada para observação nesta sexta-feira 27 é o Planeta Marte, que estará em conjunção com o satélite natural. Por estar mais próximo da Terra, o planeta vermelho será o segundo objeto mais brilhante no céu durante a noite. A união dos dois eventos é um acontecimento único, que torna o eclipse do dia 27 um dos mais raros.
Fonte: Folha Pe

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...