Teste Teste Teste

segunda-feira, 13 de agosto de 2018

Claudinei Oliveira entrega cargo após nova derrota do Sport

Claudinei Oliveira não conseguia mais fazer o Sport reagir
Claudinei Oliveira não conseguia mais fazer o Sport reagirFoto: Paullo Allmeida/FolhaPE
Sport perdeu não só mais uma partida na Série A do Campeonato Brasileiro. Além do novo tropeço, o Leão ficou também sem treinador. Claudinei Oliveira entregou o cargo logo após a derrota por 3x1 para o São Paulo, na tarde deste domingo, na Ilha do Retiro. O técnico agradeceu a confiança do clube em seu trabalho e disse que espera voltar ao comando dos rubro-negros no futuro. Claudinei comandou a equipe por 16 jogos, tendo acumulado cinco vitórias, quatro empates e sete derrotas, com 39% de aproveitamento dos pontos disputados.
"Estou entregando o cargo, pedindo demissão", afirmou, sem delongas, o treinador, ao fim do jogo. "Pediram que eu permanecesse mais um pouco, mas as coisas não estão acontecendo. Não é por falta de empenho, de trabalho. Tenho que pensar no clube, que me acolheu muito bem", explicou. "Agora é vida que segue. Vou torcer para o Sport sair dessa situação. Deu tudo errado após a Copa do Mundo, temos uma gordura mínima para fugir da queda, mas é uma gordura. Agradeço a confiança no meu trabalho. Espero deixar as portas abertas no Sport e quem sabe voltar alguma outra vez", concluiu.

Guilherme Beltrão, vice-presidente de futebol rubro-negro, se disse surpreendido com a decisão do técnico e garantiu que não vinha procurando outros treinadores no mercado para assumir o Leão. "Claudinei conversou comigo antes do jogo, me deu um abraço muito forte, muito afetuoso. Claudinei é um cara do bem. Teremos uma grande perda, tanto na parte técnica quanto humana", lamentou o dirigente. 

"O elenco todo sentiu muito, foi pego de surpresa. Ele conversou com a família dele e tomou essa decisão. Eu tentei demovê-lo, mas ele disse que não adiantava. Ele teve a grandeza de não jogar nas costas da gente a responsabilidade por esse momento ruim", acrescentou Beltrão, que negou ter procurado ou pensado em Eduardo Baptista para ser o próximo treinador do Sport.

"Eu não tinha nome algum na cabeça. Meu nome era a continuidade de Claudinei e eu tinha a confiança de que faríamos um bom jogo, mas infelizmente ele tomou a decisão e me comoveu. Confesso até que estou emocionado. Foi um gesto de grandeza dele", ressaltou, antes de assumir a responsabilidade pela má fase da equipe.

"Quero isentar o presidente de qualquer erro nisso. Se houve erro na montagem do time, esse erro foi nosso. Eu não fujo da minha responsabilidade. Sou responsável por isso, a diretoria e o elenco também. Todos têm responsabilidade nisso.Agora é ir buscar um novo comandante, mesmo com as dificuldades do mercado. Um treinador de nome está fora de cogitação. Vamos atrás de um treinador dentro da característica do Sport. Temos que pensar em alguns nomes para correr o mais breve possível", completou.
Fonte: Folha Pe

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...