Teste Teste Teste

quinta-feira, 27 de dezembro de 2018

Em Camaragibe, caciques brigam e Câmara faz sessão na rua

Foto: Reprodução

Os vereadores de Camaragibe, na Região Metropolitana do Recife (RMR), tiveram que improvisar para realizar uma sessão extraordinária nesta quinta-feira (27). Em meio a uma disputa entre o presidente da Câmara municipal, Roberto da Loteria (PTC), e o grupo do prefeito Demóstenes Meira (PTB), os parlamentares governistas foram até a frente do prédio da sede do legislativo para colocar em votação projetos como a Lei Orçamentária Anual (LOA) 2019-2020 e o fundo previdenciário da cidade.

Na briga, o comandante do legislativo municipal conta com o apoio do vice-presidente da Casa, Léo Família (PRP) e o primeiro-secretário, Toninho Tabatinga (PTB), e o vereador Délio Júnior (PSD). Todos os quatro fazem parte da oposição à gestão de Demóstenes Meira. Com uma pequena mesa, coube à segunda-secretária da Casa, Lindomar Santos (PSB), comandar a sessão ao ar livre. Até uma sombrinha foi utilizada para protegê-la do sol escaldante. A Polícia Militar foi acionada e acompanhou a atividade dos parlamentares.

Segundo a Lindomar, o presidente da Câmara fechou o plenário do prédio, impedindo que os vereadores realizassem a sessão convocada à sua revelia. Para a segunda-secretária, Roberto “não respeitou o regimento interno da Câmara” e foi preciso improvisar para que fossem postos para votação “projetos pendentes” que poderiam paralisar o município. Segunda ela, a sessão improvisada está dentro do regimento.

Ainda de acordo com a socialista, na sexta-feira (21) Roberto da Loteria já havia fechado o prédio da Casa e levado a chave. Foi preciso chamar um chaveiro para que os vereadores pudessem acessar a Câmara, disse ela. Nessa quarta-feira (26), o site da Câmara publicou uma nota anunciando a decisão de Roberto de não acolher o requerimento para a convocação da sessão extraordinária desta quinta (27), mantendo a apreciação da LOA para o sábado (29).

“A Câmara Municipal de Camaragibe, através do presidente Roberto da Loteria (PTC), torna público a decisão em não acolher os requerimentos nº 649/2018 e 650/2018, de autoria de alguns vereadores, os quais solicitam Reunião Extraordinária para o dia 27 de dezembro (quinta-feira) e a anulação da Reunião Extraordinária do dia 29 de dezembro. Segundo o presidente, a decisão tomada está conforme o parecer jurídico e a Reunião Extraordinária para a votação da LOA, exercício 2019, e PPA já está marcada para o dia 29 de dezembro, às 9h da manhã”, diz a nota do site da Câmara.

Não conseguimos contato com Roberto da Loteria.

Fonte : Blog de Jamildo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...