.

segunda-feira, 28 de janeiro de 2019

O virtual favoritismo do PSB no Recife


As eleições de 2020 já começaram nas rodas políticas do estado e no Recife não é diferente. A avaliação comum, incluindo governistas e opositores, é a de que Geraldo Julio tem a bola no pé para fazer o seu sucessor. É um prefeito bem-avaliado, tem uma base de vereadores e candidatos a vereador bastante sólida, e conta com partidos representativos para impulsionar o candidato que tiver a sua benção.

Nas eleições de 2018 havia o sentimento que Paulo Câmara poderia perder a eleição, devido a sua baixa aprovação, porém antes da eleição propriamente dita, o atual governador conseguiu demover candidaturas competitivas como as do senador Fernando Bezerra Coelho e a da deputada federal eleita Marília Arraes, com a garantia do MDB e do PT na Frente Popular. O restante foi administrar a eleição contra Armando Monteiro e terminou vencendo no primeiro turno.

É importante salientar que as últimas eleições em que tivemos mudanças de governo elas se deram em conjuntura relativamente favoráveis às forças governistas. Em 2000, por exemplo, Roberto Magalhães era franco favorito a vencer a disputa no Recife, mas acabou tendo que ir a um segundo turno contra João Paulo e foi derrotado. Em 2006, Mendonça Filho, então governador, herdeiro político do bem-avaliado Jarbas Vasconcelos, teve que ir ao segundo turno com Eduardo Campos e sofreu uma fragorosa derrota para Eduardo, que era tido como azarão na disputa.

Em 2012 quando João da Costa preparava-se para disputar a reeleição e se fosse apoiado por toda a Frente Popular tinha plenas condições de vitória, foi surpreendido por uma intervenção do PT nacional que retirou-lhe o legítimo direito de tentar o segundo mandato. Eduardo Campos, então governador bem-avaliado, enxergou o vácuo e lançou Geraldo Julio, que venceu a disputa no primeiro turno. Portanto, é pertinente levar em consideração que apesar do favoritismo do PSB em 2020, seja com Alexandre Rebelo, Felipe Carreras ou João Campos, imponderáveis podem acontecer, cabendo ao partido muita humildade e tranquilidade na construção do nome para evitar que a hegemonia socialista na capital seja quebrada.

Brasília – Como um dos vice-presidentes da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), o prefeito Geraldo Julio tem uma série de encontros com Ministros de Estado, em Brasília, junto a outros prefeitos membros da Diretoria da FNP. Estão na agenda os ministros Gustavo Canuto, do Desenvolvimento Regional, Carlos Alberto dos Santos Cruz, da Secretaria de Governo, Sérgio Moro, da Justiça e Segurança Pública e Osmar Terra, da Cidadania. Na pauta, os prefeitos levam os principais pleitos da municipalidade brasileira.

Paulo Câmara – O governador Paulo Câmara terá agenda nesta segunda-feira com dois ministros. Ele inicia o dia com um café da manhã no Palácio do Campo das Princesas com o ministro da Educação, Ricardo Velez Rodriguez, que está na capital para a posse do comando da Fundação Joaquim Nabuco. Logo após, o governador embarca rumo à Brasília para reunião com o ministro da Infraestrutura, Tarcisio Gomes de Freitas.

Ipojuca – A prefeita de Ipojuca, Célia Sales, conseguiu um expressivo resultado nas eleições de 2018 quando garantiu quase seis mil votos ao deputado federal Ricardo Teobaldo e mais de 14 mil votos para o deputado estadual Romero Sales Filho. Os resultados obtidos no ano passado lhe garantem significativo favoritismo na busca pela reeleição em 2020.

Sebastião Oliveira – Quarto deputado federal mais votado de Pernambuco, Sebastião Oliveira exercerá seu mandato na Câmara dos Deputados depois de ocupar por anos a secretaria de Transportes. Sebastião pretende ambientar-se em Brasília a partir deste ano com o objetivo de ter uma atuação igualmente destacada como o primo Inocêncio Oliveira que fez história na Câmara dos Deputados.

RÁPIDAS

Sem forças – Com apenas 5.017 votos para deputado estadual em Jaboatão dos Guararapes somente dois anos depois de deixar a prefeitura, Elias Gomes ficou completamente inviabilizado na cidade. É no mínimo ingenuidade achar que um raio cairá duas vezes no mesmo lugar. A sua vitória em 2008 se deu numa conjuntura completamente diferente, pois enxergou um vácuo que hoje inexiste na cidade.

Petrolina – É grande a possibilidade de o próximo congresso da UVP ser realizada na cidade de Petrolina, no sertão do São Francisco. Caso se confirme, será uma grande jogada do prefeito Miguel Coelho, que levará para a sua cidade um dos mais importantes eventos políticos do estado.

Inocente quer saber – Quantos votos Eriberto Medeiros terá na sua recondução para a presidência da Alepe na próxima sexta-feira?

Fonte : Blog Edmar Lyra.