Teste Teste Teste

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2019

Agora a disputa é pelo comando das comissões da Alepe

Plenário da AlepeFoto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

Após a eleição da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa, na última sexta-feira, as disputas pelas presidências e estruturas das Comissões da Casa entram na pauta dos parlamentares. Dos 16 colegiados permanentes, entre os mais atrativos estão as Comissões de Constituição, Legislação e Justiça (CCJ) e de Finanças, Orçamento e Tributação.

As articulações para espaços importantes no legislativo estadual dependiam, diretamente, da resolução da composição da Mesa. Com a saída de Clodoaldo Magalhães (PSB) da Comissão de Finanças para a primeira-secretaria, por exemplo, o deputado Lucas Ramos (PSB) - que presidiu a Comissão de Administração Pública na legislatura anterior - articula-se para assumir o posto.

Gleide Ângelo (PSB), por sua vez, é a mais cotada para a Comissão da Mulher, antes presidida por Simone Santana (PSB) - que agora é a primeira mulher a comandar a primeira-vice-presidência da Alepe. Durante a posse, Gleide reforçou o seu desejo de assumir o posto. "Esse é o meu objetivo. O meu pleito é ser presidente da Comissão de defesa dos direitos da mulher", disse.

Diferente dos seus pares, Waldemar Borges (PSB) deve permanecer na presidência da CCJ. Ele teria sido convidado para assumir a liderança do Governo, mas Isaltino Nascimento (PSB) - que estava concorrendo ao posto de primeiro-secretário - deve ser reconduzido ao cargo.

Já a bancada de Oposição tem o objetivo de assegurar de quatro a cinco comissões, de acordo com o líder do grupo na Casa, Marco Aurélio Medeiros (PRTB). Ele deve se reunir com o presidente da Alepe, Eriberto Medeiros (PP) para negociar os espaços. Sem citar as comissões desejadas ou o nome dos candidatos, Marco Aurélio comentou que apenas o deputado João Paulo Costa (Avante) manifestou interesse em assumir a Comissão de Esporte e Lazer.

Fonte :Blog da Folha de PE.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...