.

sábado, 20 de abril de 2019

CNM incentiva participação de gestores em pesquisa sobre eficiência energética


A Confederação Nacional de Municípios (CNM) incentiva a participação dos gestores municipais na pesquisa da Secretaria Nacional de Habitação (SNH) do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) em parceria com a Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) – Agência Alemã de Cooperação Internacional – sobre o tema: Eficiência Energética para o Desenvolvimento Urbano Sustentável – Foco: Habitação Social (EEDUS).

A Confederação explica que a pesquisa tem como objetivo a melhoria das condições de conforto ambiental e eficiência energética nas moradias que atendem a população de baixa renda vinculadas ao Programa Minha Casa Minha Vida (PMCMV).

Quem pode participar

A entidade explica que apenas Municípios que possuem unidades habitacionais que atendem a população da Faixa 1 do PMCMV, financiadas com recursos do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR) e do Fundo de Desenvolvimento Social (FDS), estão aptos a responder a pesquisa. Vale destacar que o levantamento possui abrangência nacional.

A recomendação da CNM é que apenas as equipes das secretarias com ações nas áreas de obras, gestão urbana e trabalho social participem. O questionário online, disponível até 30 de abril, apresenta questões de múltipla-escolha de preenchimento fácil e rápido e também pode ser respondido de maneira anônima.

Para a entidade, a participação dos gestores contribuirá para levantar diferentes dados e informações. Além de mapear a demanda por capacitações que possam contribuir no aumento das competências de técnicos, gestores e de agentes-chave na exploração do potencial de eficiência energética, a iniciativa deve aprimorar políticas públicas direcionadas ao setor de habitação e torná-las mais adequadas à realidade local. Para mais informações, entre em contato com a Secretaria Nacional de Habitação, pelo e-mail: eedus@mitsidi.com

Consulte aqui a lista de Municípios aptos.

Foto: Arquivo/Ag. Brasil

Fonte:Da Agência CNM de Notícia.