Teste Teste Teste

quinta-feira, 18 de abril de 2019

Convite formal do PSDB já foi feito a Miguel Coelho

Bruno Araújo, presidente do PSDB-PE, e Miguel Coelho, prefeito de PetrolinaFoto: Divulgação

Presidente estadual do PSDB, Bruno Araújo, já compartilhou o assunto com o governador de São Paulo, João Dória, liderança de maior peso no PSDB atualmente. Relatou a Doria o convite formal que fez ao prefeito de Petrolina, Miguel Coelho, para que o gestor ingresse nas hostes tucanas. O dirigente do tucanato em Pernambuco esteve com Miguel há algumas semanas. À coluna, Bruno Araújo avalia o seguinte: “Para o projeto que está sendo construído de reapresentação do PSDB, a cara de Miguel tem tudo a ver com isso”.

O prazo legal para Miguel trocar de legenda e concorrer à reeleição é abril do ano que vem. Não há limitador agora, mas Bruno faz um prognóstico considerando agilizar esse processo: “Se ele tiver de vir para o PSDB, a gente quer construir num período curto. Se alternativa for essa a gente quer que ele se integre o mais rápido para participar desse processo de construção”. Ontem, Miguel formalizou a desfiliação do PSB. Entregou, pessoalmente, em Brasília, a carta a Carlos Siqueira, presidente nacional dos socialistas. Encerra, assim, seu ciclo no partido, assim como fecha um período dos Coelho na legenda. O irmão, o deputado federal Fernando Bezerra Coelho Filho, deixou o PSB em outubro de 2017, enquanto estava à frente do Ministério de Minas e Energia no governo Michel Temer, em meio a uma queda de braço com a cúpula partidária, que orientava voto contrário a Temer no Congresso Nacional. Filiou-se ao DEM. Na ocasião, o pai, Fernando Bezerra Coelho, já havia pedido desfiliação uma semana antes e ingressara no MDB. Em novembro de 2017, Miguel fora destituído da presidência do PSB em Petrolina, mas prosseguira na sigla até oficializar, ontem, a saída definitiva das hostes socialistas. Não anunciou para qual legenda migrará. Tinha, no radar, além do PSDB, o DEM e o PR, como a coluna já havia registrado. Bruno Araújo não faz arrodeio sobre o interesse numa travessia de Miguel para o PSDB: “É um grande quadro, é dos mais promissores, não só da política de Pernambuco, como da política nacional”.

Uma ligação para o governador

Não foi sem falar com o governador Paulo Câmara que Miguel Coelho deu adeus ao PSB ontem. Telefonou para o governador, colocou Petrolina à disposição. O socialista agradeceu a atenção e sinalizou com a intenção de fazer uma visita em breve à cidade.

Amadurecendo > Em fevereiro, como a coluna registrara, Miguel já havia entabulado conversas com Bruno Araújo, que tem perspectiva de assumir a presidência nacional do PSDB.

Prévia > Na época, à Rádio Folha Fm 96,7, Miguel considerara o seguinte: "Alguns partidos precisam se reestruturar". E emendara: "Não só por Bruno vir a assumir a nacional, mas o PSDB recebeu recado muito forte nas eleições do ano passado".

Com Weintraub > Ontem, Miguel foi à mesa em Brasília com o novo ministro da Educação, Abraham Weintraub. Achou ele "direto, resolutivo". Sapecou pautas: creche, escola...

Na CCJ > Como a coluna cantara a pedra, Danilo Cabral antecipou o voto do PSB pela inconstitucionalidade da Reforma da Previdência. A votação está prevista para próxima semana.

CRÉDITOS > Danilo ressaltou que o partido reconhece o papel de todas as forças políticas na construção do equilíbrio fiscal do País. Citou os ex-presidentes Itamar Franco e FHC.

Só observo > Na Câmara do Recife, Renato Antunes diz que brinca com Ivan Moraes: “Está muito calado. Vai para base?”

Fonte: Folha de PE.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...