Teste Teste Teste

quarta-feira, 8 de maio de 2019

Governistas apontam repetição do oportunismo na saída de Wanderson


Um dia depois do deputado estadual Wanderson Florêncio anunciar que integrará a bancada de oposição na Assembleia Legislativa, setores governistas minimizaram a saída do parlamentar, vista, há algum tempo, como esperada. Afinal, Florêncio participou da campanha eleitoral de Armando Monteiro, adversário de Paulo Câmara, tendo, ainda, sido eleito por um partido que migrou para a oposição antes da eleição. E esse sentimento era reforçado pelo oportunismo eleitoral demonstrado pelo deputado, com um histórico que acumula “pulos” de palanques.

De acordo com a avaliação de um aliado palaciano, Wanderson Florêncio vinha tendo uma postura dúbia de muito tempo, mesmo tendo ascendido na política com a força do governo, uma vez que aliou-se ao PSB em meados de 2013, chegando a assumir o mandato de vereador na condição de suplente e somente foi eleito depois de ter o apoio de Geraldo Julio. “O deputado Wanderson está passando por uma crise de identidade”, vaticinou um aliado do governo.

Pela ótica governista, Wanderson Florêncio também decidiu sair da base governista inebriado com a possibilidade de ter a legenda do PSC para disputar a prefeitura do Recife, e assim como fez em 2013 quando trocou Daniel Coelho pelo PSB para ser vereador, está fazendo o mesmo agora com a embriaguez de uma candidatura majoritária. Mas a avaliação é que a votação de Wanderson já mostrou que dificilmente ele terá futuro na política, sobretudo por não ter uma posição definida, mudando ao sabor do vento e das circunstâncias.

Apesar disso, governistas reconhecem a importância de aprimorar o diálogo com parlamentares da base e entendem que isso será feito com mais efetividade e resultados a partir de então, uma vez que o governador Paulo Câmara está alinhavando um plano de estruturação da relação com prefeitos e deputados, inclusive criando um cronograma para viabilizar a execução de emendas, que é uma demanda dos parlamentares da base aliada.

Complexo – O prefeito de Jaboatão dos Guararapes, Anderson Ferreira, receberá nesta quarta-feira uma comitiva de deputados estaduais liderada pelo presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco, Eriberto Medeiros, e pelo deputado Manoel Ferreira, pai do gestor, para conhecer as instalações do complexo administrativo da prefeitura de Jaboatão dos Guararapes, que unificou os processos administrativos reduzindo custos e aumentando sua eficiência.

Executiva – Presidente estadual do PRB, que virou Republicanos, o deputado federal Silvio Costa Filho, que recentemente assumiu a vice-liderança do partido na Câmara dos Deputados, passou a integrar a executiva nacional do partido. Silvio vem se destacando na política nacional, conquistando um protagonismo acima da média para quem está apenas no primeiro mandato em Brasília.

Contraponto – Enquanto o governo federal tem reduzido os investimentos em ações culturais, o governador Paulo Câmara recebeu no Palácio do Campo das Princesas os cineastas Kleber Mendonça Filho, Emilie Lesclaux e Juliano Dornelles. O governador elogiou a participação no festival de Cannes com o filme Bacurau e se colocou à disposição para contribuir com a cultura.

Ministérios – Atendendo a uma demanda da base aliada, o presidente Jair Bolsonaro decidiu desmembrar o ministério do Desenvolvimento Regional, recriando os ministérios das Cidades e da Integração Nacional. Para as Cidades o nome do ex-ministro Alexandre Baldy surge com muita força para o cargo.

RÁPIDAS

PCdoB – O ex-deputado estadual Edilson Silva que anunciou a saída do PSOL deverá ter como destino o PCdoB da vice-governadora Luciana Santos com vistas a disputar um mandato de vereador do Recife em 2020.

Brasília – Gustavo Matos está novamente na capital federal para aprimorar sua qualificação e discutir demandas para Camaragibe. Ele esteve reunido com o chefe de gabinete do senador Jarbas Vasconcelos, Aristeu Plácido, o suplente de senador Fernando Dueire, e Jarbas Filho, ambos do MDB de Pernambuco.

Inocente quer saber – O deputado federal Fernando Filho pode assumir o ministério da Integração Nacional?

Fonte :Blog do Edmar Lira.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...