Teste Teste Teste

quarta-feira, 21 de agosto de 2019

Jarbas avisou a Trad que não vota a favor de Eduardo

Jarbas Vasconcelos reúne grupo de senadores em jantarFoto: Divulgação

Ao presidente da Comissão de Relações Exteriores do Senado, Nelsinho Trad, o senador Jarbas Vasconcelos já sinalizou que o deputado Eduardo Bolsonaro não deverá contar com seu voto. Trad informou ao emedebista que estava sugerindo a Eduardo visitar todos os gabinetes dos senadores em busca de votos. Jarbas, então, devolveu que eventual movimento desse se daria por “conta e risco dele”. O ex-governador avisou que, se Eduardo fosse em busca do voto dele, iria ouvir o que ele já vem declarando de público; que é nepotismo. O referido diálogo de Jarbas e Nelsinho Trad se deu na casa do emedebista em Brasília, onde ele comandou um jantar na última segunda-feira, reunindo um grupo de senadores. Além de Trad, Jarbas recebeu o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, o líder do MDB, Eduardo Braga, o líder do governo, Fernando Bezerra Coelho, o relator da Reforma da Previdência no Senado, Tasso Jereissati, além de José Serra. Na pauta: reforma da previdência, reforma tributária, as ultimas declarações do presidente Bolsonaro e a indicação do filho dele, Eduardo Bolsonaro, para a embaixada do Brasil nos Estados Unidos. Eduardo passará por sabatina na Comissão de Relações Exteriores do Senado e, depois, haverá votação no plenário da Casa. Ainda ontem, o presidente Jair Bolsonaro chegou a dizer que não submeteria seu filho a um fracasso e que “tudo pode acontecer”, deixando no ar que, a depender da expectativa de votos, poderia repensar a indicação. “Eu não quero submeter o meu filho a um fracasso. Eu acho que ele tem competência… Tudo pode acontecer”, disse Bolsonaro, após rejeitar tese de que a indicação configuraria nepotismo. Também ontem, o próprio Eduardo Bolsonaro negou que houvesse hipótese de retirada da indicação.“Não existe essa hipótese, não foi cogitada", assinalou Eduardo. A conferir.


Marília, Carreras e André na fila
Coincidência ou não, os deputados federais André Ferreira e Felipe Carreras seguiram juntos no voo para Brasília ontem. Chegaram a postar foto na rede social. Quem também estava ao lado dos dois, na mesma fila, foi a deputada federal Marília Arraes. Os três têm nomes ventilados para concorrer à Prefeitura do Recife. Marília e André estão na oposição. Carreras ainda não resolveu a vida no PSB.

A bordo > No mesmo voo de Marília, Carreras e André, seguiam ainda, sentados mais atrás, o governador Paulo Câmara, o prefeito Geraldo Julio, além do deputado federal Raul Henry.

No STF > Paulo Câmara seguiu para Brasília, porque tinha audiência no STF sobre recursos referentes ao Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental (Fundef).

Natural > Ontem, o líder da oposição na Câmara de Vereadores do Recife, Renato Antunes, em entrevista à Rádio Folha 96,7 FM, definiu André Ferreira como "nome natural" para concorrer à PCR. Por mais de uma vez, Renato repisou o nome de André como possibilidade.

Capital > Na eleição para federal, André Ferreira obteve 46.800 no Recife. Na corrida para estadual, teve 40 mil na Capital, para vereador, foi duas vezes o mais votado, com 15.117 (2008) e 15.774 (2012). No grupo dos Ferreira, que inclui nomes do PL e do PSC, o nome dele passa a ser citado como principal alternativa, caso decidam lançar candidatura.

Agradou > A iniciativa do deputado estadual Lucas Ramos de descentralizar a relatoria da Lei de Diretrizes Orçamentárias agradou os parlamentares. José Queiroz e Romário Dias destacaram que o socialista qualificou o debate ao permitir que todos os membros da Comissão de Finanças pudessem emitir relatórios parciais da LDO 2020.

Fonte : Folha de PE.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...