Teste Teste Teste

sábado, 29 de fevereiro de 2020

André de Paula admite reaproximação entre PSD e PSB

Foto: Renato Moreira

O deputado federal e presidente estadual do PSD, André de Paula, admitiu recentemente uma possível reaproximação política com o projeto da Frente Popular de Pernambuco, que conta com a liderança do PSB no Estado.
Nos últimos tempos, André demostrou sua insatisfação em relação a Frente Popular de Pernambuco, o que acabou levando seu nome a ser anunciado como pré-candidato a prefeito do Recife pelo PSD.
“Acho que política é gesto, é símbolo, é sinalização. O que aconteceu na montagem da segunda equipe, Pernambuco todo, os políticos, radialistas, jornalistas, leram como um desprestígio, uma desatenção, uma falta de apreço, uma diminuição de importância”, avaliou.
Apesar da insatisfação, recentes gestos do governador Paulo Câmara e do deputado federal João Campos (PSB), fizeram com que André ponderasse sobre o afastamento do PSD da Frente Popular. “As sinalizações são todas. Ele (Paulo Câmara) é muito direto. Ele sabe que houve esse afastamento e ele tem trabalhado muito para que esse afastamento se reduza. Eu não estou rompido, mas existe um afastamento”, disse.
De acordo com André, o caminho para sua reaproximação com o Governo Estadual é o diálogo. “Política é uma construção que visa o futuro. Então, por mais infeliz que tenha sido aquele momento, a gente tem que virar essa página e a gente tem que construir um novo momento”, disse o deputado, destacando que acredita realmente que o governador Paulo Câmara tem avançado no sentido de trabalhar suas alianças políticas.
Ao falar de forma mais direta sobre as eleições municipais no Recife, André comentou a possibilidade de candidatura do jovem deputado federal João Campos a prefeitura da Capital. De acordo com André, o desafio do socialista não será conquistar lideranças políticas, mas sim o povo do Recife. “Geraldo Alckmin, em quem eu votei (para presidente), teve o apoio de todos os partidos do Brasil e teve uma votação bisonha”, exemplificou o mesmo.
Com tudo, o mesmo destacou o carinho especial que mantém por João Campos. “Eu vi João na barriga de Renata, João tem a idade de minhas filhas, eu tenho com ele um carinho quase que paternal e acho que ele vai servir a Pernambuco muito ainda”, declarou o mesmo, ratificando que seu nome segue a disposição da disputa municipal no Recife neste ano, “A nossa estratégia, a nossa prioridade, nós estamos trabalhando com a possibilidade concreta de ter candidato próprio a prefeitura e o meu nome continua à disposição”, disse.

Fonte: Portal de Prefeituras.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...