Teste Teste Teste

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2020

Patrícia Domingos vai a presidente do Podemos e a Álvaro Dias

 Delegada Patrícia DomingoFoto: PCPE/Divulgação

 A delegada Patrícia Domingos embarcou para Brasília no mesmo voo do presidente estadual do Podemos, deputado federal Ricardo Teobaldo. Não por coincidência. Cotada para concorrer à Prefeitura do Recife, ela pode bater o martelo nos próximos dias em sua filiação ao partido comandado pelo deputado em Pernambuco. Na Capital Federal, ontem, Patrícia foi à mesa com a presidente nacional da sigla, Renata Abreu, e com o senador Álvaro Dias. Outras reuniões ainda estavam no radar. Indagado pela coluna sobre os desdobramentos dessas agendas, Teobaldo avaliou o seguinte: "Ela se consolida com apoio muito forte da nacional através de Álvaro Dias e de Renata Abreu". O deputado prossegue: "Em relação à questão local, a candidatura dela tem que ser fator de agregar na Oposição, se ela se colocar". Ricardo Teobaldo, então, pondera: "Na verdade, tem que esperar ela se colocar". Na opinião dele, a Oposição, no Recife, deve "sair unida".
Mais cedo, em entrevista à Rádio Folha FM 96, 7, o deputado estadual Wanderson Florêncio, cujo irmão, Weberson, preside o Podemos na Capital, já havia adiantado: "O Podemos é opção para Patrícia, que tem boa relação com Álvaro Dias, com Ricardo Teobaldo, com meu irmão. Ela chega num partido que tem chapa de vereadores montada". Segundo Wanderson, Weberson contabiliza mais de 50 nomes com ficha de filiação pronta para disputarem eleição. Ele adverte: "Você não pode lançar nomes majoritários sem ter nomes para ir para guerra. Acredito que uma etapa foi cumprida". Patrícia, diz Wanderson, é a "candidata ideal para unir a oposição e a sociedade".
Aposta em Marília x Patrícia
Ainda na entrevista à Rádio Folha ontem, Wanderson Florêncio arriscou uma previsão: "Quem sabe não teremos, em 2020, a primeira prefeita mulher!? Acho que o 2º turno será de duas mulheres, uma a do PT, outra da Oposição". O deputado refere-se um eventual enfrentamento entre Marília Arraes e Patrícia Domingos.
Moro x Lula > Na esteira da aposta, Wanderson foi adiante: "Se a (candidata) do PT trouxer Lula, a gente vai trazer (Sérgio) Moro". E detalhou ainda: "Moro tem boa relação com a delegada Patrícia Domingos".
Terminou que.... > No PSB, ontem, após uma conversa de duas horas, pelo menos, que reuniu o presidente nacional, Carlos Siqueira, o líder da sigla na Câmara Federal, Tadeu Alencar, e os postulantes ao posto de líder, Alessandro Molon e Danilo Cabral, terminou que...não terminou.
...não terminou > A pauta era a liderança do PSB e, como a coluna registrara, Siqueira já havia ido à mesa com os dois postulantes isoladamente. Ontem, foi a primeira conversa em conjunto.
Foi viajar > O detalhe é que Molon tinha viagem aos EUA a convite do Congresso americano e viajou ontem mesmo. Retorna na segunda. Uma reunião conclusiva deve se dar na terça. Ou não.
Antes e... > Foi com o vereador André Régis, como a coluna registrara, que o ex-governador Joaquim Francisco almoçou, na semana passada, antes de soltar nota recuando do projeto de concorrer à Prefeitura do Recife. Ontem, em entrevista à CBN, André anunciou que não vai concorrer à reeleição.
...depois > André vai completar oito anos de mandato pelo PSDB e, indagado se estaria nos planos concorrer ao Executivo, devolveu: "Está sim". Também não descartou uma composição como vice.

Fonte: Folha de PE.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...