.

segunda-feira, 13 de abril de 2020

Republicanos se fortalece e consolida aliança com o PSB


Sob a liderança do habilidoso deputado federal Silvio Costa Filho, o Republicanos teve significativo crescimento com o fim do prazo de filiações, dobrando a sua bancada na Câmara Municipal do Recife e alcançando sete prefeitos de municípios pernambucanos. O partido, que tem dois deputados federais e um deputado estadual, se prepara para disputar importantes prefeituras em outubro.
A principal delas é a de Jaboatão dos Guararapes com o ex-deputado federal Silvio Costa, que foi candidato ao Senado em 2018 e recentemente ingressou no partido. Na capital pernambucana, o partido deixa as fileiras da oposição para ingressar na Frente Popular no intuito de dar sustentação ao projeto liderado pelo deputado federal João Campos, que é o nome do PSB na disputa pela prefeitura do Recife.
O partido, que é um braço da Igreja Universal, teve crescimento recorde em 2018 com a eleição de 30 deputados federais e posteriormente com a ascensão do deputado Marcos Pereira à condição de vice-presidente da Câmara dos Deputados, que tem se tornado um forte nome para a sucessão de Rodrigo Maia em 2021 na presidência daquela Casa.
Agora na condição de partido governista, o Republicanos terá melhores chances de ampliar seu tamanho em Pernambuco, tornando-se um importante pilar de sustentação da Frente Popular e consequentemente das gestões do PSB na prefeitura do Recife e no governo de Pernambuco.
Bola de Cristal – Vice-presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o ministro Luís Roberto Barroso explicou, em entrevista publicada sábado (11), que a “aglomeração das convenções partidárias e a fase de testes das urnas eletrônicas são os principais obstáculos à realização das eleições de outubro em meio à pandemia”. O ministro disse que não é possível ainda ter certeza da necessidade do adiamento. “A minha bola de cristal está um pouco embaçada para responder com certeza”, disse Barroso.
Questões – Barroso vai assumir a presidência da Justiça Eleitoral em 26 de maio. Ele esclareceu as datas mais importantes na pandemia para o TSE. “Há questões políticas e operacionais. As políticas são as datas das convenções até 5 de agosto e envolvem aglomeração, além do próprio início da campanha, em 15 de agosto”, esclareceu o ministro.
Unificação – Sobre a unificação das eleições em 2022, o ministro manteve sua posição já declarada. “A prorrogação de mandato deve ser evitada. Se ocorrer, que seja pelo mínimo tempo possível. Sou totalmente contrário à ideia de se fazer coincidir com as eleições em 2022, pois os prefeitos e vereadores foram eleitos por quatro anos e não têm mandato popular para ir além”, defende Barroso.
Ribeirão – A cidade de Ribeirão deverá ter um grande clássico na Mata Sul com o atual prefeito Marcello Maranhão (PSB) enfrentando Karina Paiva (PP), nome apresentado pelo ex-prefeito e deputado estadual Clóvis Paiva.
Inocente quer saber – Tem adversário para ameaçar a reeleição de Miguel Coelho em Petrolina?

Fonte: Blog Edmar Lyra.