.

quarta-feira, 15 de abril de 2020

Saque em dinheiro da renda básica emergencial começa em 27 de abril


A renda básica emergencial - auxílio de R$ 600 a R$ 1,2 mil a trabalhadores informais, autônomos, microempreendedores e pessoas em situação de vulnerabilidade durante a pandemia do novo coronavírus - poderá ser sacada pelos beneficiários que não possuem conta bancária a partir de 27 de abril. O cronograma, divulgado pela Caixa Econômica Federal, organiza os saques de acordo com o mês de nascimento dos contemplados.
Para retirar o dinheiro em casas lotéricas e em caixas eletrônicos não é preciso ter cartão. O banco reforça, porém, que os valores serão depositados a partir desta terça-feira, 14 de abril, em uma poupança digital gratuita que pode ser movimentada pelo aplicativo Caixa Tem. Esse tipo de conta será automaticamente criada para todos que não forneceram dados bancários no cadastro do auxílio. A medida, assim como o escalonamento de saques por mês de aniversário, visa a evitar aglomerações nas agências bancárias.
Veja o cronograma para saque:
Mês de nascimento
Data do saque
Janeiro e fevereiro
27 de abril (segunda-feira)
Março e abril 
28 de abril (terça-feira)
Maio e junho
29 de abril (quarta-feira)
Julho e agosto
30 de abril (quinta-feira)
Setembro e outubro
4 de maio (segunda-feira)
Novembro e dezembro
5 de maio (terça-feira)

Presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Glademir Aroldi reforçou, em edição especial da Roda de Conhecimento sobre a renda básica, em 7 de abril, a importância da opção saque para o público que não tem outra forma de acesso. Em conversa com o secretário especial de Desenvolvimento Social do Ministério da Cidadania, Sérgio Queiroz, o líder municipalista pontuou a demanda e expôs que as maquininhas de cartão e o acesso à internet não é uma realidade de todos Municípios nem da população mais necessitada.
Pagamentos digitais por meio de transferência para as contas seguem um calendário diferente. No site da Caixa, é possível conferir as datas do repasse das parcelas de acordo com cada público.
Para auxiliar os gestores municipais e muní-los de informações a respeito da renda básica emergencial, a CNM disponibiliza uma série de materiais sobre o tema:
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Fonte: Agência CNM de Notícias, com informações da Agência Brasil.