.

segunda-feira, 20 de julho de 2020

CORONAVÍRUS Medicamento reduziria em 79% risco de forma grave da Covid-19, diz laboratório britânico Estudo foi realizado em uma amostra relativamente pequena de pacientes e ainda não teve revisão por pares

Um medicamento chamado SNG001 reduziria em 79% o risco de se desenvolver uma forma grave da Covid-19 - apontam resultados preliminares divulgados nesta segunda-feira (20) pelo laboratório britânico que o produziu, Synairgen. Este tratamento inalado usa interferon beta, uma proteína natural que está envolvida na resposta do organismo aos vírus.


O estudo foi realizado em uma amostra relativamente pequena de pacientes e ainda não teve revisão por pares, mas poderia revolucionar a maneira como a Covid-19 é tratada. 
Segundo o diretor-geral da Synairgen, Richard Marsden, pode representar um "grande passo adiante". Os resultados confirmam nossa crença de que o interferon beta (...) tem um enorme potencial como tratamento inalatório para restaurar a resposta imune dos pulmões, melhorando a proteção, acelerando a recuperação e combatendo o impacto do vírus SARS-CoV-2", declarou o professor Tom Wilkinson, professor de medicina respiratória da Universidade de Southampton, que liderou o estudo.
O professor Stephen Holgate, cofundador da Synairgen, ressaltou que esse tratamento "restaura a capacidade dos pulmões de neutralizar o vírus, ou qualquer mutação do vírus, ou coinfecção por outro vírus respiratório, como influenza, ou VSR (um vírus respiratório comum), como pode acontecer no inverno, se a Covid-19 voltar".
Até agora, apenas um medicamento, a dexametasona, provou ser eficaz para salvar pacientes da Covid-19. Outro tratamento, o antiviral remdesivir, reduz o tempo de internação, mas não a mortalidade.  
fonte: Folha PE.