.

quarta-feira, 15 de julho de 2020

Prefeitura do Recife entrega a Nova Conde da Boa Vista com quatro meses de antecedência

Conclusão da requalificação do principal corredor de transporte coletivo e circulação de pedestres da cidade estava prevista para novembro. Prefeito Geraldo Julio fez a entrega simbólica com protocolo de segurança, em época de pandemia

A Prefeitura do Recife concluiu com quatro meses de antecedência as obras da Nova Conde da Boa Vista. O projeto de requalificação elaborado com o objetivo de humanizar a via, priorizando pedestres e usuários do transporte público, está pronto. São 310 mil pessoas que circulam pela avenida todos os dias e que serão beneficiadas com a ampliação dos passeios públicos em mais 2 mil m², novo mobiliário urbano, iluminação em LED, novas paradas de ônibus, a ampliação dos pontos de travessias de 5 para 13, o ordenamento do comércio informal, ampliação da rede de drenagem e malha cicloviária nas vias do entorno, entre outras melhorias. O investimento da Prefeitura do Recife foi de R$ 15,7 milhões. O prefeito Geraldo Julio fez uma entrega simbólica, na manhã desta quarta-feira (15), com uma visita sem convidados para evitar a formação de aglomerações, em função da pandemia da covid-19.

“Em tempos de pandemia uma entrega diferente. Estamos fazendo a entrega simbólica de uma obra muito importante para a cidade que é a Conde da Boa Vista. A grande maioria das pessoas que vem para o centro da cidade de ônibus passa por aqui e fizemos toda a requalificação da avenida. As calçadas foram alargadas, travessias elevadas foram colocadas, novas paradas de ônibus construídas, duas estações modernas de BRT, floreiras, papeleiras, lixeiras e todo mobiliário de muita qualidade para trazer conforto para essas pessoas. A gente fez o investimento e acabou antes do prazo que estava previsto, com quatro meses de antecedência. Agora as pessoas podem vir ao centro da cidade com um conforto muito melhor”, disse o prefeito Geraldo Julio

As melhorias proporcionadas pela intervenção beneficiam não só a mobilidade das pessoas, mas, especialmente, a forma de viver o espaço público. As calçadas estão mais largas e acessíveis para todos, o pedestre ganhou a implantação de mais de 2 mil metros quadrados de passeio. O piso foi todo requalificado e as calçadas ganharam novos mobiliários urbanos, como lixeiras e floreiras. Dentre os mobiliários urbanos entregues, estão também os 50 quiosques que já estão possibilitando o trabalho de 100 comerciantes populares ao longo dos passeios, garantindo renda para essas famílias e a vitalidade do espaço público, sem abrir mão da acessibilidade dos pedestres e da boa convivência no espaço público.

Outra melhoria bastante significativa está nas travessias, que foram tratadas com todo cuidado para que os pedestres sejam protegidos em relação aos veículos que trafegam pela via. Agora as pessoas podem atravessar ao longo da via e nas suas ruas transversais com muito mais segurança e conforto. Para isso várias esquinas foram ampliadas, as travessias estão todas semaforizadas e acessíveis. Onde antes o pedestre só podia contar com cinco locais para atravessar ao longo da avenida, hoje existem 13 lugares seguros que garantem que o pedestre não precise andar mais do que 75 metros para passar de um lado ao outro da calçada. Ainda, foram construídas ilhas ao longo do canteiro central para oferecer mais conforto aos transeuntes e 14 travessias elevadas que asseguram uma caminhada mais acessível.

Não apenas pelas questões estéticas, mas, sobretudo, pensando no sombreamento do passeio, na melhoria da vivência do espaço público urbano e na qualidade do ar oferecido para as pessoas, hoje a via tem o dobro de árvores que possuía. Considerando as substituições de espécies existentes para que todas elas fossem compatíveis com as necessidades do espaço viário, foram plantadas 90 novas mudas. Neste mesmo sentido, foi construído um canteiro central ajardinado que permitiu a via ter dez vezes mais áreas verdes.

Para os usuários do transporte público, o corredor viário renovado também oferece muitas melhorias. As 20 novas paradas estão mais modernas para que as pessoas possam esperar com mais conforto o seu ônibus chegar. Os abrigos, assim como os demais mobiliários, foram produzidos com material resistente às intempéries de cidades litorâneas e possuem coberta que oferece o conforto térmico necessário para uma cidade de clima tropical. Além disso, trouxeram a inovação, já vivenciada por várias outras cidades do mundo, do uso do vidro como elemento importante para a visibilidade entre as pessoas e a efetividade da iluminação do ambiente, proporcionando ao usuário mais conforto e segurança.

É importante ressaltar também que a nova programação semafórica e o conjunto de intervenções realizadas no tráfego não só da Avenida Conde da Boa Vista, mas nos bairros que estão em seu entorno, proporcionam às linhas de ônibus que passam na via mais eficiência, reduzindo, assim, o tempo gasto pelo usuário em seu trajeto. Para quem utiliza o BRT, as duas novas estações construídas no canteiro central, foram pensadas especificamente para o novo corredor. Cada uma delas tem capacidade para comportar até quatro ônibus desembarcando ou embarcando passageiros ao mesmo tempo, são refrigeradas e possuem portas automatizadas de vidro, portanto, conseguem aliar a modernidade, o conforto e a segurança, sem deixar de lado a preocupação com a eficiência energética. A Estação da Rua do Hospício homenageia o Engenheiro Pelópidas da Silveira, enquanto a Estação Soledade presta homenagem ao Engenheiro Jaime Gusmão Filho.


Os ciclistas também foram beneficiados. Na região da Boa Vista, Soledade e Santo Amaro foram implantados mais de 12 km de infraestrutura cicloviária. Dessa forma os ciclistas poderão chegar à Avenida Conde da Boa Vista com mais segurança através das rotas instaladas no entorno e usufruir dos seis pontos de bicicletários que foram instalados ao longo da via. A Prefeitura do Recife já entregou as ciclos das vias: Oliveira Lima (ciclorota), Rua da Aurora (ciclofaixa), Rua Bispo Cardoso Ayres (ciclofaixa) e Av. Mario Melo/Rua dos Palmares (ciclovia). Além disso, o Beco do Estudante, que fica ao lado da URB e conecta a Conde da Boa Vista à Rua Oliveira Lima, foi requalificado e transformado em via compartilhada de pedestres e ciclistas, recebeu iluminação em LED e está acessível, oferecendo mais conforto e segurança para as pessoas.

A rede de drenagem foi toda requalificada, para eliminar os pontos de alagamento para as pessoas e os veículos. Além disso, foi realizado o embutimento de todo o circuito de iluminação pública e implantadas 290 luminárias de LED, trazendo mais segurança para os usuários do corredor viário, e, em especial, para as calçadas. Agora, além de um espaço mais seguro e agradável, a Prefeitura garante mais eficiência na prestação desse serviço público.

Nova Conde da Boa Vista em números

– Alargamento das calçadas com mais 2 mil m² de passeios
– Aumento de 5 para 13 pontos de travessia
– Máximo de 75 metros para atingir um dos pontos de travessia
– 20 novas paradas de ônibus modernizadas. Hoje são 14 paradas
– Ampliação da cobertura verde em 10 vezes com 2.361m² de canteiros ajardinados e 90 novas árvores
– 50 novos quiosques para ordenamento do comércio informal, com 100 comerciantes beneficiados
– Iluminação em Led com 290 luminárias e iluminação específica para os passeios públicos
– 12 km de malha cicloviária no entorno com seis bicicletários na avenida
– 135 floreiras , 70 lixeiras tipo papeleira e 13 coletivas no novo mobiliário urbano
– Investimento de R$ 15,7 milhões

Fonte: blog ponto de vista.