.

sexta-feira, 14 de agosto de 2020

Coluna da Folha desta sexta-feira


As credenciais dos postulantes oposicionistas 

A oposição está cada vez mais próxima de chegar a um denominador comum sobre a estratégia que será apresentada em novembro. Além dos pré-candidatos Patrícia Domingos (Podemos), Charbel Maroun (Novo) e Marco Aurélio (PRTB), já colocados, a indefinição segue com Alberto Feitosa (PSC), Daniel Coelho (Cidadania) e Mendonça Filho (Democratas).

Os três últimos nomes possuem credenciais de sobra para se colocar como alternativa para a sucessão de Geraldo Julio. Mendonça Filho já foi governador de Pernambuco e ministro da Educação, dois cargos que demonstraram sua experiência para ser o próximo prefeito do Recife. Ele desponta com o apoio do Democratas, do PSDB e do PTB.

Alberto Feitosa, por sua vez, é o nome do PSC e pode contar com Patriota e PL para a sua postulação. Feitosa tem a seu favor duas experiências administrativas como secretário de Saneamento do Recife e de Turismo de Pernambuco. Feitosa também tem como trunfo o fato de ser militar, o que pode aproximá-lo do eleitor bolsonarista.

Já Daniel Coelho não foi executivo, mas é o postulante oposicionista que melhor se desempenhou nas vezes que disputou a prefeitura do Recife. Daniel já mostrou ser bom de debate, de televisão e que é um candidato de chegada quando por muito pouco não foi ao segundo turno em 2012 contra toda a estrutura do PSB em prol de Geraldo Julio. A definição terá como pano de fundo aquele que conseguir para o seu campo o PSL de Luciano Bivar e apresentar maior potencial de crescimento durante a campanha.

Zona Rural – O deputado estadual Delegado Lessa tem sido muito demandado para realizar visitas à zona rural de Caruaru e relata que tem se deparado com uma realidade de abandono do poder público municipal. “Os moradores têm até medo de se identificar por temer represália, eles precisam de serviços básicos, como escolas, postos de saúde e manutenção do acesso”, afirma. Caruaru tem hoje uma população com aproximadamente 40mil habitantes na zona rural, e embora seja reduto de políticos tradicionais, Lessa vem ganhando espaço.

Religião – O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) retomou o debate sobre “abuso de poder religioso”, que é o pedido de votos por pastores e sacerdotes, em igrejas e templos. O relator Edson Fachin defende que “o abuso de poder religioso em campanhas deve ser considerado ilícito eleitoral autônomo, sem relação direta com outros tipos de abusos previstos em lei, como o político e o econômico”. Após o voto-vista do ministro Tarcísio Vieira, pela não fixação de tese geral sobre abuso de poder religioso, o julgamento foi suspenso pelo presidente do TSE e deverá ser retomado na próxima terça (18).

Persona – Após votação nesta quarta (12), na Câmara Legislativa do Distrito Federal, o ex-ministro da Educação, Abraham Weintraub foi declarado “persona non grata” em Brasília. O título demonstra que alguém não é bem-vindo em determinado local, mas não tem efeitos práticos ou jurídicos. Weintraub se referiu à cidade como “porcaria e cancro de corrupção e privilégio”.

Fonte: Blog do Edmar Lyra.