.

segunda-feira, 3 de agosto de 2020

Com Marilia Arraes no jogo, PSB é instigado a tratar melhor os aliados


Nada mais mexeu no tabuleiro eleitoral da capital nos últimos dias do que a confirmação pelo Diretório Nacional do PT do nome de Marília Arraes como pré-candidata à prefeitura do Recife. A carta branca dada pelos cardeais nacionais do PT à Marília não só soou como uma derrota ao grupo comandado pelo senador Humberto Costa, que defende a manutenção da aliança com o PSB, mas chega com um potencial de complicar a vida dos socialistas em relação a manutenção da coalizão de partidos que atualmente compõem a Frente Popular no Recife.
Antes inflexíveis na abertura de diálogo no que se refere a reacomodar os partidos aliados em novos espaços na estrutura municipal e estadual, agora o PSB se vê em uma situação bem diferente onde será obrigado a ceder, caso contrário corre sério risco de perder aliados. Mesmo sem Marília no páreo o cenário já apontava para uma eleição desafiadora para os socialistas que, até então representantes majoritários da Esquerda, apostavam todas as fichas na polarização com o campo da Direita. Agora, com a petista no jogo, surge uma ameaça à altura para levar consigo não apenas parte desse eleitorado de esquerda, mas também com potencial de atrair partidos que hoje compõem a base do PSB no Recife.
As próximas semanas para os socialistas terão de ser não apenas de muito diálogo e desapego, mas também de avaliação. A manutenção do robusto espaço do PT no governo também deverá entrar na pauta, caso contrário, dará o direito a outros partidos aliados a tomarem caminhos diferentes na eleição municipal da capital.
SEM DESCULPA – Para um aliado do PSB a dança de cadeiras promovida na Secretaria estadual de Ciência, Inovação e Tecnologia, onde saiu o deputado Aluísio Lessa para a entrada deputado Lucas Ramos, mostra que quando o PSB quer realizar mudanças não precisa de muita cerimônia.
CAINDO EM CAMPO – Para quem acompanha as redes sociais do deputado federal e pré-candidato a prefeito João Campos (PSB) tem percebido que ele intensificou a sua agenda na capital. Neste último domingo foi visto na comunidade Brega e Chique, no Bairro do Prado, ao lado do vereador Eriberto Rafael (PP).
MUDANÇA DE ROTA – O ex-deputado federal Kaio Maniçoba tem se movimentado no sentido de pavimentar o caminho para disputar uma vaga na Assembleia Legislativa de Pernambuco. No Sertão de Itaparica o seu principal concorrente é o deputado estadual Fabrízio Ferraz (PP), que tem ampliado significativamente as bases na região. Por sua vez, o deputado estadual licenciado e atual secretário de Turismo e Lazer, Rodrigo Novaes (PSD) trabalha para conquistar uma cadeira em Brasília.
SÍLVIO COSTA, O  – Muito gelo e pouco whisk, assim foi a passagem meteórica do ex-deputado Sílvio Costa (Republicanos) como pré-candidato a prefeito de Jaboatão. A intenção de Sílvio em unir toda o oposição em torno do seu projeto não prosperou e ele preferiu se preservar de um vexame nas urnas desistindo de concorrer.
… IRRESPONSÁVEL – Em todo esse processo Sílvio não perdeu nada. O mesmo não se pode falar dos 6 vereadores que caíram em sua conversa e se filiaram ao Republicanos. Não bastasse a chapa proporcional fragilizada com vários pré-candidatos desistindo de concorrer, agora sem os votos de legenda o desespero tomou conta dos vereadores que depositaram a confiança no fanfarrão Sílvio Costa.
SERRA TALHADA – A possibilidade do PP e Avante realizarem uma aliança em Serra Talhada tirou o sono do prefeito Luciano Duque e da sua pré-candidata a prefeita Márcia Conrado, ambos do PT. A notícia foi divulgada com exclusividade pelo Blog Ponto de Vista que teve acesso a informações de uma reunião entre o deputado federal Sebastião Oliveira, o suplente de senador Waldemar Oliveira (presidente estadual do Avante), os deputados estaduais Eriberto Medeiros (presidente da ALEPE) e Fabrízio Ferraz, além do vereador Antônio Rodrigues, presidente municipal do PP.
SERRA TALHADA 2 – Assim que leram a matéria neste Blog, Luciano Duque e Márcia Conrado entraram em verdadeiro desespero e trataram de ligar para o vereador Antônio Rodrigues, tudo porque dos 17 vereadores da Capital do Xaxado, 11 estão no PP. A união entre o PP e o Avante, que conta com 3 vereadores, possui grande potencial competitivo para liquidar a eleição majoritária no município. O assunto deve ser tratado em breve entre os deputados Sebastião Oliveira e Eduardo da Fonte, fraternos amigos e parceiros de várias alianças no estado de Pernambuco.
Fonte : Blog Ponto de Vista.