.

terça-feira, 22 de setembro de 2020

Aliados desrespeitam governador

 


 

A campanha eleitoral de rua e pelas redes sociais só começa de fato e de direito no próximo dia 27, mas em Pernambuco as convenções já foram promovidas sob a marca do flagrante desrespeito ao decreto do governador que trata do distanciamento entre as pessoas por causa da Covid-19. E houve candidatos que desrespeitaram até o calendário eleitoral, antecipando eventos fechados, cometendo um duplo crime, como é o caso do candidato do MDB a prefeito de Arcoverde, Wellington Maciel, que, domingo passado, rasgou o decreto do governador num clube da cidade. Sem máscara, chegou até e exibir seus dotes de dançarino.

Já em Sirinhaém, o prefeito Franz Hacker (PSB), igualmente aliado do governador, foi flagrado em uma situação sem precedentes: na última quarta-feira, liderou uma multidão em caminhada após a convenção que homologou a candidatura do aliado Coelhinho, também do PSB, à Prefeitura. No ato político, o gestor aparece pegando uma máscara usada por um eleitor para fazer uma foto. Hacker passou de qualquer limite imaginável dentro da política.

Além de burlar determinação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que veda atos que promovam a aglomeração de pessoas durante a pandemia, desrespeita decreto estadual, instituído por um correligionário, o governador Paulo Câmara (PSB). Mais do que isso: ultrapassa qualquer hábito de higiene e não tem receio algum de contrair a Covid-19, dando péssimo exemplo a quem o acompanhava na ilegal caminhada.

Em Salgueiro, a 513 km do Recife, moradores acusaram o pré-candidato a vice-prefeito na chapa de Marcones Sá (PSB), Dr. Edilton (Cidadania), de soltar uma rajada de fogos ao lado da casa de uma moradora conhecida e respeitada na cidade. Os fogos causaram um pequeno incêndio na área. O fogo destruiu as plantas e as caixas de água de Galega, como é conhecida a moradora. Sem falar na poluição sonora, que assustou crianças e animais.

Mesmo com todas as restrições impostas pelo Governo do Estado diante da pandemia do novo coronavírus, o PT de Tabira, no Sertão, por sua vez, promoveu uma verdadeira farra com direito ao não uso de máscara de proteção e aglomeração. A festa aconteceu em um sítio na zona rural e contou com a presença do deputado federal Carlos Veras (PT), o vereador Djalma das Almofadas (PT) e o pré-candidato a prefeito Flávio Marques (PT). Um péssimo exemplo em um momento tão grave.

Desde ontem, este blog, em sintonia com a sociedade e defensor da aplicação da lei por políticos que ignoram as leis, abriu um canal direto com os leitores para que denunciem dessa pouca vergonha na cara. Se você quer denunciar algum político que está desrespeitando as leis eleitorais e as restrições impostas pela pandemia do novo coronavírus na sua cidade, faça um vídeo ou foto e mande para (81) 9.8222-4888. Tenha certeza de que o sigilo será preservado.

Volta às aulas – Em artigo neste blog, postado ontem, o ex-deputado federal Maurício Rands (PT) chegou a defender a volta das aulas presenciais de imediato em Pernambuco. “O MEC deveria coordenar a definição de critérios para a volta: qual a curva de transmissão aceitável? Qual o percentual de alunos por turno? Quais os insumos e instalações mínimos? Como conciliar aulas presenciais e remotas? Qual a rotina de testagens? Qual a estratégia de manejo nos casos de alguma escola com foco de contágio? Foi com planejamento desse tipo que as escolas europeias já voltaram há muito. Antes dos shoppings, bares, restaurantes, hotéis e praias. Áreas que no Brasil parecem ter prioridade sobre a educação”.

PE antecipa – O Governo do Estado autorizou, ontem, a retomada das aulas presenciais para alunos do ensino médio, a partir do dia 6 de outubro. A volta ocorre em três etapas, começando pelas turmas do 3º ano. A decisão é válida para as redes pública e privada do estado. Em Fernando de Noronha, as aulas já voltam a acontecer de forma presencial hoje. Também foram anunciados, em entrevista coletiva transmitida pela internet, ontem, um centro de testagem no formato "drive-thru" e outro específico para profissionais da educação.

Em queda – Após cinco semanas de queda consecutiva na média diária de mortes por covid-19, o Estado de São Paulo viu esse cenário ser interrompido. De acordo com dados oficiais, a média diária de mortes na última semana epidemiológica no Estado de São Paulo, encerrada no dia 19, foi de 194, aumento de 8% em relação à semana anterior. Mas, na comparação com os últimos 14 dias, ainda há ligeira queda, de 1%. Esses dados se referem à última semana epidemiológica, encerrado sábado passado. Ainda é necessário observar os próximos dados para apontar se existe nova uma tendência de aceleração da doença.

Vacina em SP – O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou, ontem, que o Estado receberá já no próximo mês cinco milhões de doses da vacina CoronaVac. Segundo o anúncio feito pelas redes sociais, até dezembro serão 46 milhões. “Os testes continuam com os médicos e enfermeiros voluntários em seis Estados e, em breve, se tudo correr como planejado, poderemos imunizar milhões de brasileiros”, afirmou. A CoronaVac é uma vacina desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac, que começou a ser testada no Brasil em parceria com o Instituto Butantã em 20 de julho em 9.000 profissionais de saúde. É uma das mais adiantada em fase de testes, junto com a que está sendo desenvolvida pela Universidade de Oxford. A primeira e a segunda etapa de testes ocorreram na China, com cerca de 1.000 voluntários.

CURTAS

HUCK SINALIZA – O apresentador de TV Luciano Huck (sem partido), cotado para disputar a Presidência em 2022, chamou para si, ontem, o protagonismo em debater e propor medidas para transformações sociais, econômicas e ambientais no País. Em reunião do Conselho Político e Social (Cops) da Associação Comercial de São Paulo da qual o Estadão participou, ele disse querer “mobilizar, liderar e fomentar uma geração”. Huck foi questionado por um integrante do Cops se “tem coragem” de ser candidato a presidente. “Estou aqui”, respondeu, antes de ponderar que, por enquanto, se vê como “cidadão ativo” e dizer que atua sem intenções de poder.

NORONHA – A empresa Gol anunciou, ontem, que vai voltar a operar em Fernando de Noronha. A companhia paralisou as atividades na ilha, no início da pandemia da Covid-19, em março. A informação de retorno foi confirmada em nota pela Assessoria de Imprensa da empresa. “A Gol Linhas Aéreas retoma voos para Fernando de Noronha a partir de outubro, com frequência diária. Por isso, os bilhetes já estão sendo disponibilizados para compra nos canais de vendas da companhia", informou a nota. A outra empresa que opera na ilha, a Azul Linhas Aéreas, não paralisou as atividades na pandemia e seguiu com viagens semanais.

Perguntar não ofende: O ministro Paulo Guedes resiste até quando no Governo sendo esvaziado pelo próprio presidente?

Fonte : Blog do Magno Martins.