.

segunda-feira, 7 de setembro de 2020

Jarbas Vasconcelos: O político mais vitorioso de Pernambuco

 

 

Em 2020, Jarbas de Andrade Vasconcelos completa cinquenta anos de vida pública. No já distante ano de 1970, Jarbas então filiado ao MDB e recém-formado em Direito pela Unicap, tenta seu primeiro mandato na vida pública, sendo eleito deputado estadual com 13 mil votos. Quatro anos depois é eleito deputado federal, e em 1978 tenta sua primeira majoritária, vencendo nas urnas mas perdendo para o advento da sublegenda que possibilitou o mandato a Nilo Coelho.

Nas eleições de 1982 volta à Câmara dos Deputados e participa ativamente do Movimento Diretas Já, sendo um importante aliado de Ulysses Guimarães, sendo considerado o sucessor daquele que é o pai da Constituição Federal. Em 1985, Jarbas perde a indicação no seu partido, o MDB para Sérgio Murilo, que reedita no Recife a Aliança Democrática que viabilizou a chegada de Tancredo Neves e José Sarney ao Planalto.

Jarbas então deixa o MDB e filia-se ao PSB e acaba vitorioso numa das disputas mais sangrentas da história de Pernambuco. Na eleição de 1990 disputa o governo de Pernambuco pela primeira vez contra Joaquim Francisco, onde começa o seu distanciamento de Miguel Arraes, que não aceitou disputar o Senado em sua chapa, e acaba Joaquim Francisco vencendo a disputa.

Em 1992 volta a disputar a prefeitura do Recife, Eduardo Campos, então deputado estadual, gostaria de ser o seu vice, indicado pelo avô Miguel Arraes, porém Jarbas não aceita, e consolida o rompimento entre ambos. Na eleição, Jarbas acaba vitorioso em primeiro turno. No pleito seguinte, Jarbas ensaia disputar o governo de Pernambuco, mas diante do favoritismo de Miguel Arraes, declina do projeto e viabiliza uma aliança com o PFL, que dois anos depois, em 1996 levaria Roberto Magalhães a sucedê-lo.

Em 1998, Jarbas Vasconcelos é candidato a governador pela segunda vez, contra Miguel Arraes, abalado pelo Escândalo dos Precatórios, e vence com uma diferença de mais de um milhão de votos. Em 2002 é reeleito governador de Pernambuco e em 2006 é eleito senador da República pela primeira vez.

Na eleição de 2010 disputa o governo de Pernambuco e acaba derrotado por uma diferença absurda de votos para Eduardo Campos, de quem se reaproximaria no ano seguinte. Em 2014 é eleito deputado federal e em 2018 elege-se novamente senador.

Em 50 anos de vida pública, Jarbas só tem a comemorar seus seis mandatos majoritários e quatro proporcionais, sendo de longe o político mais vitorioso da história de Pernambuco, sendo governador, prefeito, senador e deputado e fazendo jus aos mandatos conquistados pelo povo.

Agressão – Apesar de Roberto Jefferson ter todos os instrumentos para interferir no PTB de Pernambuco, seria uma agressão sem precedentes proibir um homem honrado como Armando Monteiro de decidir o caminho do partido no Recife.

Coincidência – O deputado federal Daniel Coelho e a delegada Patrícia Domingos marcaram a convenção do Cidadania e do Podemos para o dia 16. Essa coincidência poderá consolidar a aliança entre os dois partidos na capital pernambucana em prol da delegada.

Inocente quer saber – Qual político se aproxima da força e da história de Jarbas Vasconcelos em Pernambuco?

Fonte: Blog do Edmar Lyra.