.

segunda-feira, 28 de setembro de 2020

João Campos, Marília Arraes e Mendonça dividem liderança em nova pesquisa


 

A disputa para prefeito do Recife começa oficialmente neste domingo (27/09) com três candidatos dividindo a liderança – num empate técnico – na disputa pela prefeitura do Recife: João Campos (PSB) com 20%, Marília Arraes (PT), com 17%, e Mendonça Filho (DEM), com 16%.  É o que aponta a primeira pesquisa realizada pelo Instituto Conectar após a definição das candidaturas. Realizada entre os dias 24 e 26 de setembro de 2020, com 800 entrevistas com eleitores de Recife e margem de erro máxima de 3,5%, a mostra foi encomendada pela Executiva Estadual do Democratas (DEM). Na pesquisa, Mendonça Filho abriu uma frente de cinco pontos percentuais para a delegada Patrícia Domingos (Podemos), que aparece atrás com 11%.


O resultado da pesquisa do Instituto Conectar, mostra que o apoio de deputado federal Daniel Coelho (Cidadania) não gerou a esperada transferência automática de voto para a delegada Patrícia Domingos. Dos seis outros candidatos da oposição, Marco Aurélio (PRTB), tem 2%, Alberto Feitosa (PSC) e Thiago Santos (PSO), pontuam com 1%, respectivamente, e Claudia Ribeiro (PSTU), Charbel Marou (Novo) e Victor Assis (UP), não pontuam. À frente da delegada Patrícia Domingos e com os demais candidatos de oposição mal posicionados na pesquisa, Mendonça Filho começa a campanha como o candidato da oposição mais forte para levar a eleição para o segundo turno.


Candidato associado a Bolsonaro – A pesquisa também perguntou ao eleitor qual dos candidatos ele associa ao presidente Jair Bolsonaro. Mendonça Filho é disparado o mais associado ao presidente Bolsonaro, com 20%. Patrícia Domingos aparece com 11%, Alberto Feitosa e Marco Aurélio, aparecem com 5%, respectivamente. Um dado interessante é que 12% dos pesquisados associam João Campos a Bolsonaro, mesmo sendo o candidato e o seu partido, o PSB, adversários ferrenhos do presidente.


Na análise de gestões, a pesquisa aponta que redução dos índices positivos (ótimo e bom) do prefeito do Recife e do governador de Pernambuco. No aspecto gestão, a pesquisa permite comparação com as mostras anteriores feitas pelo Instituto Conectar. Geraldo Júlio cai de 35% para 28%, e Paulo Câmara de 24% para 21%. O mesmo comparativo não pode ser feito em relação a intenção de votos, porque o cenário atual, com os candidatos registrado no TRE, é diferente dos analisados nas pesquisas anteriores.


O Instituto Conectar é comandado pelo sociólogo Maurício Garcia, um dos pesquisadores mais respeitados do mercado, tendo trabalhado durante mais de 20 anos no Instituto IBOPE, onde coordenou centenas estudos quantitativos e qualitativos de pesquisa. Também trabalhou no instituto de pesquisas pernambucano Ipespe durante mais de três anos. Maurício Garcia é associado à Wapor (World Association for Public Opinion).


A coleta das entrevistas foi realizada entre os dias 24 e 26 de setembro de 2020. Foram realizadas 800 entrevistas com eleitores de Recife, consequentemente, a margem de erro máxima estimada da pesquisa é de 3,5 pontos percentuais para mais ou para menos sobre os resultados totais apresentados. O nível de confiança da pesquisa é de 95%. A pesquisa foi contratada pelo DEMOCRATAS – ORGAO DEFINITIVO – PERNAMBUCO – PE – ESTADUAL / DEM. A pesquisa foi registrada sob o número: PE-07838/2020.


Fonte : Blog Ponto de Vista.