.

quarta-feira, 30 de setembro de 2020

Mais Mulheres na Política, cartilha orienta sobre planejamento, campanhas e outros temas

 


 

06062017 urna eleicoes ag. brasilLançada no última sexta-feira, 25 de setembro, a cartilha Mais Mulheres na Política - Eleições 2020 apresenta orientações sobre planejamento, campanhas e outros temas sobre a importância de se elegerem mulheres. Com objetivo de orientar candidatas e estimular mais o público feminino a concorrer a cargos públicos, a publicação aborda a história do voto feminino no Brasil e o trabalho de vereadoras e prefeitas. 

Apesar de as mulheres representarem 52,5% do eleitorado, menos de 8 mil representantes do gênero feminino foram eleitas para mandatos nas câmaras municipais – 13% das vagas em disputa – nas eleições de 2016, e apenas 636 mulheres foram eleitas para governar, o que representa 11,6% das prefeituras do País, e em Municípios com menor densidade populacional e menor renda per capita.

A Secretaria da Mulher da Câmara dos Deputados elaborou a cartilha em parceria com a Secretaria Nacional de Políticas para as Mulheres e com a colaboração da Secretaria da Câmara. Para a secretária-geral do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Aline Osório, ter mais mulheres na política significa um impacto relevante, pois a presença feminina representa uma menor incidência da corrupção e mais investimentos em saúde, educação e apoio familiar. “Mulheres indígenas, negras, periféricas também precisam estar na política", destacou a secretária-geral durante o lançamento da publicação.

Já a secretária Nacional de Políticas para Mulheres, Cristiane Britto, estimulou aquelas os Municípios que não elegeram mulheres em 2016 a fazerem diferente desta vez. As interessadas em se candidatar podem participar de cursos gratuitos on-line

Foto: Agência Brasil

Fonte :Da Agência CNM de Notícias, com informações da Câmara.