.

segunda-feira, 30 de novembro de 2020

O grande vencedor: brancos, nulos e abstenções


Detendo-me mais a fundo nos números da eleição no Recife, uma constatação irrefutável: ficou difícil para o eleitor escolher no segundo turno entre João Campos, o prefeito eleito, e Marília Arraes, a derrotada. Se não, vejamos:

Marília perdeu para o somatório dos votos brancos, nulos e abstenções, que totalizaram 363.285 votos, enquanto ela teve apenas 347.029 votos, uma diferença de 16.256 votos.

Já João Campos foi eleito com 445.922, soma superior apenas 82.637 votos da contabilidade dos brancos, nulos e abstenções. Para um colégio de 1.156.000 eleitores, nenhum dos dois dois chegou perto da chamada representativa, que seria de  578.001 votos .

Fonte: Blog do Magno Martins.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo Seu Comentário. Logo Estaremos o Postando.