.

segunda-feira, 5 de abril de 2021

João Campos se projeta para ser o principal “cabo eleitoral” do PSB em 22

 


No comando do maior colégio eleitoral do Estado com mais de 1 milhão de eleitores, o prefeito do Recife João Campos (PSB) terá em suas mãos um peso diferenciado na sucessão de Paulo Câmara. A sua gestão tem tudo para se transformar no espelho do PSB na campanha para consolidar mais um projeto majoritário. A vacinação acelerada e a série de ações de zeladoria na cidade dão a João discurso de sobra para ser o grande cabo eleitoral de 22.


Se ele conseguir manter os índices de boa avaliação que sua gestão tem neste momento, o candidato do PSB, que deve ser mesmo o ex-prefeito do Recife e secretário Geraldo Júlio, sairá da capital com uma ampla vantagem diante dos demais. Sem falar no exército aguerrido que a Frente Popular prepara a cada eleição. A prova é tanta que não perdem o Governo desde 2006.


Por fim, com essa liderança no Recife há uma grande possiblidade de mexer no tabuleiro e nos jogadores que pretendem ser candidatos na Oposição. Porque existe uma máxima na politica pernambucana: “ter Recife é ter metade da eleição estadual encaminhada” e neste ponto João Campos vem fazendo o dever de casa.


BANCO DE RESERVA – Diante da possiblidade de ter Daniel Coelho disputando na chapa majoritária no próximo ano, um aliado do prefeito de Vicência Guiga (Cidadania) revelou à Coluna que ele se animou para uma possível candidatura proporcional. “Se Daniel subir, Guiga está pronto para ser o substituto”, disse fonte. O gestor faz uma das gestões mais bem avaliadas da Mata Norte e foi o prefeito mais votado do Estado proporcionalmente na eleição passada.


ENVAGÉLICOS… – O ex-candidato ao Senado em 18, pastor Jairinho vem pregando literalmente às lideranças evangélicas que já é preciso ter uma chapa conservadora disputando a eleição em Pernambuco. Ele tentou ser candidato em 20 para prefeito do Recife, porém foi rifado por seu partido ao compor com Marília Arraes. Segundo Jairinho, Pernambuco possui 3,5 milhões que se declaram evangélicos e isso já o suficiente para ter uma chapa confessional.


….MIRAM ELEIÇÃO – Quem também está de olho no voto religioso é o presidente Jair Bolsonaro (Sem partido). Ele se reuniu ontem com o pastor Silas Malafaia para tratar da eleição do próximo ano. O objetivo do presidente é duplicar a bancada evangélica tanto na Câmara quanto no Senado na eleição de 22. A estratégia está sendo batizada de “cinturão evangélico” que terá como objetivo segurar o Governo.


RÁPIDAS


TERRA DE CANDIDATOS – A cidade de Limoeiro, no Agreste, se prepara para ter múltipla candidaturas de “filhos da terra”. Com apoio do prefeito, Ricardo Teobaldo vai correr para mais uma reeleição na Câmara Federal, por sua vez o ex-prefeito Joãzinho (PSB) e segundo colocado na eleição Marcelo Mota (Avante) também poderão disputar o pleito para esquentar os nomes para 24.


CANDIDATÍSSIMO – O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou em entrevista à emissora RTP, de Portugal, que será candidato à presidência em 2022 “se for necessário”. Os petistas aqui escondem o jogo e ainda falam em Haddad, porém Lula não se conteve e já se lançou.


PREVISÃO CATASTRÓFICA – Dimas Covas, do Butantan, disse que não espera aceleração da vacinação e prevê um cenário catastrófico com 5 mil mortes por dia: “Os próximos 15 dias serão dramáticos” no Brasil.


SEMANA DECISIVA – Os principais candidatos à presidência da União dos Vereadores, Zé Raimundo e Léo do Ar terão uma semana decisiva para fechar os últimos apoios. A eleição da UVP está marcada para o próximo dia 12 de abril, no Cabo de Santo Agostinho.


PINGA-FOGO: Humberto Costa será candidato a governador ou levará o PT de volta ao ninho socialista em Pernambuco?



Fonte: Blog do Elielson.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo Seu Comentário. Logo Estaremos o Postando.